sábado, julho 02, 2011




F-É-R-I-A-S!!! Foi a primeira coisa em que pensei quando vi esta capa. (aliás, devo dizer que estou de férias? Trinta lindos dias de descanso. Sendo 15 deles sem o Mestrado \o/) Aliás, qualquer coisa que tenha muito azul chama a minha atenção. E nem li o resumo, embarquei na aventura!!!

Cenário de sedução – Jessica Hart – Harlequin Special 41 (Paraísos do Amor)
(Honeymoon with the boss – 2009 – Mills & Boom Romance)
Personagens: Imogen e Tom Maddison

Imogen era a secretária temporária que estava só um tiquinho interessada no chefe, um empresário workaholic – e bota workaholic nisso, porque Tom não indicava ter nenhum outro interesse que não fosse o trabalho de recuperar empresas à beira da falência. Até que, por ser conveniente, resolveu se casar com a namorada, que ele pensava ser tão prática e objetiva quanto ele. Só para descobrir que as coisas não eram bem assim... E para se resguardar do orgulho perdido após o cancelamento do casamento, Tom manteve a viagem de lua de mel para as Ilhas Coconut, só que em companhia da secretária temporária, a trabalho, claro. Mas de novo, não é que as coisas não poderiam ser beeeeeeem assim...?

Comentários:

- Mais um exemplo da série: “eu o amo, mas ele não sabe que existo”. Neste caso, seguido por um “ok, sou temporária e logo irei embora mesmo, para realizar meu sonho...”. Só que o destino tem desígnios estranhos: Tom controlava a vida a ferro e fogo, Imogen vivia em um ritmo completamente diferente. Ele era viciado em trabalho, para se cercar de uma vida segura, sem sobressaltos. Ela não entendia como ele não conseguia ter uma vida normal. Ele marcou um casamento de conveniência, para ser rejeitado no último minuto (por um motivo completamente inesperado). Ela (secretamente) não lamentou a rejeição, mas não entendia direito o que sentia por ele. Então veio o inesperado convite: ir com o chefe para a lua de mel cujo itinerário ela havia definido inspirada pelos próprios sonhos...

- Isolados de tudo e de todos, não há forma de Tom não enxergar Imogen pela primeira vez. E quando digo isso, entendam: parece que ele se deu conta de que ela era um ser humano, uma mulher. Antes, na mente dele, Imogen era algo inanimado e assexuado sob o rótulo de “secretária”. Algumas situações imprevistas (sim, o livro possui uma frase inspiradíssima: há insetos no paraíso) forçam ainda mais a aproximação e, cada vez mais, os rótulos vão desaparecendo diante do que eles passam a compreender: Tom tinha seus motivos para tamanho comportamento controlado e Imogen queria superar um amor não correspondido viajando pelo mundo. Ambos não tinham nada a perder se arriscassem um pouco mais... desde que soubessem lidar com as conseqüências.

- É um livro bem sessão da tarde, sendo que eu destaco uma declaração de amor que existe na trama. Não parece forçada e é muito linda de se imaginar (ainda mais dentro do contexto da história).

- E outra coisinha: a autora é do tipo viajante. Podemos perceber isso no site oficial, no blog oficial e até mesmo no FB. Se quiser conhecer os outros livros dela já lançados lá fora, eis a página no Fantastic Fiction.

Bacci!!!

Beta
Reações:

9 comentários :

  1. Oh, eu adorei essa capa em dose tripla desse livro ! Que paisagem deliciosa e magnífica ! Ok, esse casal nessa pose romântica contou muitos pontinhos também. Além de que eu descobri ter mais um ponto em comum com nossa anfitriã: eu adoro azul, principalmente azul celeste. Mas Imogen pareceu-me nome de remédio ! Há insetos no paraíso ?! UAU !!! ^^

    ResponderExcluir
  2. Oi!!!!

    Achei esse livro muito legal, o casal é interessante e a maneira como eles vão construindo a história é muito sincera.

    Comprei o livro pela capa e não me arrependi. É um sessão da tarde pipoca competente e muito agradável, o tempo flui tranquilo e quando a gente menos espera, a história acabou, nos deixando com um sorriso nos lábios.

    Sil, também adoro azul, amei a capa e achei o nome Imogen bem horroroso. Acho que há uns 100 anos ninguém na Europa nem nos EUA batizam alguém com esse nome... Fala sério!!!

    A cena dos insetos é ótima. Me coloquei no lugar dela cem vezes e acho que faria até pior! kkkkk

    Beijos!!!!

    ResponderExcluir
  3. Oi, Andrea ! Então você adora azul também, amou essa capa também, não gostou desse nome de Imogen também ! Minha irmã de armas e minha irmã de sangue ! Você seria uma escudeira atenta e rápida ? ^^

    ResponderExcluir
  4. Esse tipo de livro "eu o amo mas ele ñ sabe que existo" não faz muito meu estilo não... Prefiro quando os casais brigam hahaha

    teh mais

    ResponderExcluir
  5. Ai que legal! Eu comprei esse livro semana passada!! Agora fiquei empolgada pra ler.

    ResponderExcluir
  6. Oi, Sil!

    Sim, viu quantas coisas em comum? Não sei se seria atenta e rápida, mas seria uma escudeira dedicada!kkkk

    O legal deste espaço é que além da gente se divertir horrores com as resenhas da Beta, ainda encontra pessoas com quem a gente pode trocar idéias e se identificar.

    Bem vinda, irmã!!!!

    Beijos,

    ResponderExcluir
  7. Obrigada, Andrea ! Ótimo, ganhei uma irmã de armas e de sangue que aceitou ser minha escudeira. Então eu seqüestro Amunzinho enquanto você segura Beta, afinal ele é meu Lord of the Underworld assumido e confirmado, sozinho enquanto Beta está de férias. ^^

    ResponderExcluir
  8. Tadinha da Beta! kkkkkk

    Com Amunzinho não se brinca, acho que vocês vão acabar saindo no braço, mas antes disso poderíamos tentar uma conciliação, o que acha?

    Três dias na semana para cada uma e unzinho prá ele descansar, porque nem sendo Senhor do Subterrâneo a criatura ia aguentar um pique desses!!!! kkkkkk

    Que a disputa se resolva na paz!

    Beijos!!!!

    ResponderExcluir
  9. Ah, dividir ?! Mas eu acabei de ter certeza que ele é meu demônio-humano ! Eu não tinha entendido aquele questionário direito naquelas outras duas vezes ! ^^


    Eu não quero dividir ! Você viu como ele é ?! Ser "o mais gentil e mais romântico dos Senhores" é uma parte apenas dessa dádiva em forma de demônio-humano, ora bolas ! ^^


    Ela viu primeiro mas eu sou mais velha. Mais velhos têm prioridade ! Mas pensarei com carinho em alternar dias de namoro com ele, que oh, sim, tem pique !


    Pelo menos enquanto eu não localizo aquele esconderijo discreto e pequeno em Roma para ele e eu esbarrar-mo-nos muito. Deve ser ótimo esbarrar em Amun. ^^


    Beijos !!! ^^ (Amun é meu !!!)

    ResponderExcluir