segunda-feira, maio 16, 2011

Hoje é aniversário de Nilton Santos, a Enciclopédia do Futebol, o maior lateral esquerdo de todos os tempos e um homem simples que vestiu apenas duas camisas na vida: a do Botafogo e a da Seleção Brasileira, com quem foi campeão em 1958, na Suécia e 1962, no Chile. Por isso, em homenagem a este mito do Clube da Estrela Solitária, que atualmente enfrenta a dura batalha contra o Alzheimer e está sendo bem cuidado pela família e pelo clube em uma clínica particular, hoje é o Dia do Botafogo, no Rio de Janeiro – e por osmose, no Literatura de Mulherzinha.

E para celebrar, reservei para hoje, a história #1 do meu Diário das Maluquices Alvinegras.

Episódio #1: O incrível caso do suco de laranja:

Essa história é – na minha opinião – muito difícil de superar. Enfim, vou tentar explicar para que vocês possam tirar as próprias conclusões. Há uma crença de que todos os botafoguenses são extremamente supersticiosos (coloquei aquele crença ali porque conheci uma senhora, muito amável e apaixonada pelo Botafogo e que conseguiu a evolução: não tem um pingo de superstição) – e eu me enquadro na lenda. Sou do tipo que se faço algo e dá sorte para mim ou para alguém que gosto, não hesito em repetir (cada Copa tem uma maluquice diferente, mas isso rende outra série de posts).

Em 1995, o Botafogo estava bem no Brasileiro e jogaria contra o Atlético Mineiro. Eu estava assistindo ao jogo pela TV e, ao ficar com sede, fui tomar um suco. Só tinha sabor laranja. Resmungando o fato de não entender porque ainda compram suco de laranja (eu não gosto – uma vez, tive uma gripe daquelas e minha tia me entupiu de suco de laranja pra eu nunca mais querer ver um na minha vida), fiz o bendito suco, voltei pro quarto, vi mais um pouco do jogo, terminei de beber, voltei pra cozinha, lavei o copo, sequei o copo e...

- GOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL DO BOTAFOGO! – gritou a TV.

Fui pro quarto comemorar. E qual foi o raciocínio? O Botafogo marcou porque eu bebi o suco. Lógico! Por isso, voltei pra cozinha, peguei o mesmo copo, enchi, voltei pro quarto, vi o jogo, tomei o suco, voltei pra cozinha, lavei o copo e o sequei e...

- GOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL DO BOOOOOTAAAAFOOOOGOOOO! – a TV, de novo.

Já que deu certo, refiz o trajeto todo pela terceira vez e...

- GOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL DO BO-TA-FO-GO!

Aí estava meio enjoada de suco e dei uma parada, ainda achando surreal o que estava acontecendo. Aquele lado lógico que eu tenho – e que tinha momentaneamente desaparecido – insistia em dizer que era apenas uma coincidência, nada mais que isso. Porque não era possível que o fato de eu me entupir de suco poderia influir no resultado... Fiquei um tempo sem beber, e o placar não mudou! Para me convencer de tinha sido um mero acaso, decidi refazer o trajeto mais uma vez, igualzinho. E...

- GOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL DO B-O-T-A-F-O-G-O!

Aí chutei o balde e fiquei bebendo o resto do suco. Ainda saiu mais um:

- GOOOOOOOOOOOOOOOOOOOL DO BOTAFOGO!

No fim das contas, tomei quase dois litros de um suco que eu não gosto e nem reclamei porque o Botafogo ganhou de 5 a 0. E pouco depois, seria o Campeão Brasileiro de 1995. Toda vez que me lembro deste jogo, lembro da overdose de suco de laranja. E antes que perguntem, nunca mais repeti a façanha...

Muitos detalhes desta história eu não me lembro direito – sei que Túlio Maravilha marcou, mas não me recordava quantos e nem quem tinha feito o gol. Também não lembrava do dia e aí fui pesquisar para acrescentar aqui. E então, tive uma baita surpresa: o jogo aconteceu no dia 12 de novembro, véspera do meu aniversário... XD Eis a ficha técnica retirada do site Datafogo.

BOTAFOGO 5 x 0 ATLÉTICO MINEIRO
Data: 12 / 11 / 1995
Local: Maracanã, Rio de Janeiro
Renda: R$ 193.605,00
Público: 19.553
Árbitro: Antônio Pereira da Silva
Competição: Campeonato Brasileiro

Gols: Gonçalves, aos 11’ e Donizete (2), aos 15’ e 19’ (1° tempo); Túlio (2), aos 36’ e 44’ (2° tempo)


Botafogo: Wagner, Wilson Goiano, Wilson Gottardo, Gonçalves e André Silva (Guto); Leandro Ávila (Moisés), Jamir, Beto (Narcízio) e Sérgio Manoel; Donizete e Túlio. Técnico: Paulo Autuori


Atlético Mineiro: Adílson, Dinho, Ronaldo, Jorge Luiz e Paulo Roberto; Doriva, Carlos, Leandro (Ademir) e Cairo (Clayton); Euller e Ézio (Renaldo). Técnico: Procópio Cardoso


Fonte: Jornal do Brasil


E se alguém quiser ver, aqui estão os gols XD

Bacci!!!

Beta
Reações:

6 comentários :

  1. Oi Beta!

    Me diverti muito lendo sua história! rsrs Como boa e sofrida torcedora do Botafogo, compreendo bem o seu sacrifício. Em 1995 eu devia ter uns seis anos, mas já era botafoguense de coração. Sem dúvidas foi O ano para a torcida do glorioso e assim, te parabenizo pelo sacrifício e te agradeço, afinal de contas, você e o suco de laranja devem ter contribuído e muito para aquele ano inesquecível.

    Abraços!

    ResponderExcluir
  2. Beta!! hahahahahaha
    Torcedor faz cada loucura... mas as suas são incomparáveis! ahuahauhauhauha
    Suco de laranja mágico! hahahahahahaha
    Só você, Beta! hauhauahuah
    Versão brasileira do suco dos Smurfs! hauhauahuahauhauha
    Adorei os episódios, Beta! hauhauahuha Espero que todo ano você conte ao menos um surto futebolístico aqui!
    Sabe como é, em pról das fanáticas por futebol ou das viciadas em micos alheios hauhauahuaha
    #Adoro!

    ResponderExcluir
  3. Hahahahah sua saga como torcedora mor do Botafogo é muito divertida \o/ O episódio do suco de laranja deve ter sido muito engraçado =D hahahahahahahha

    ResponderExcluir
  4. Ui, Beta!!!!

    Fiquei até com azia de imaginar tanto suco de laranja!!!! Vai ver que o Botafogo não está tão bem assim porque você não tomou mais overdose de suco, será?

    Brincadeirinha, hein! Não vá se entupir de suco que você não gosta! Foi só coincidência!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  5. Ow, droga! Pq eu não tomei um tonel de suco de laranja ontem? kkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkkk.

    Cada coisa que acontece, neah? Amando seus causos. Bjs.

    ResponderExcluir
  6. Suco de laranja e suas mil e uma utilidades !!! ^^

    ResponderExcluir