quarta-feira, abril 06, 2011


Bebê fofinho e risonho na capa? Pronto, lá foi Beta cair de cabeça na tentação de mais um livro da série Baby on Board. De uma autora que já apareceu aqui no Literatura de Mulherzinha sempre contando histórias envolvendo crianças fofas.

Sonho Realizado – Jackie Braun – Harlequin Special 39 (Baby on Board)
(Expecting a miracle – 2008 – Mills & Boon Romance)
Personagens: Lauren Seville e Gavin O’Donnell

A gravidez absolutamente inesperada tinha causado uma revolução na vida de Lauren. Ela passou a repensar o que era prioridade para ela e percebeu que o casamento que lhe dava status e conforto não era mais importante que o bebê. Por isso, o divórcio e a necessidade de respirar novos ares enquanto planejava o futuro e se cuidava. E como sua vida estava tomando rumos imprevistos, foi em Gabriel Crossing, na área rural de Connecticut, que ela encontroua paz necessária e o apoio do vizinho Gavin O’Donnell, que estava reformando uma casa perto de onde ela vivia e se tornou um ombro amigo para todas as horas... Mas se não fosse muita loucura, Gavin queria, digo, poderia fazer parte integralmente da vida dela, bastava Lauren querer...

Comentários:

- Imaginem um livro sessão da tarde. É este. É aquela leitura calma e serena que você pode fazer – e provavelmente deseja – depois de pegar livros acelerados ou com ritmo que te desgasta ou cansa (pra bem ou pra mal). Acompanhamos a jornada de Lauren, que engravida e passa a reavaliar toda a vida. Descobre que a sua vida atual não era mais importante e compatível com o bebê que estava a caminho. Apesar da dor que suas atitudes irão causar, ela sabe que será um período de crescimento importante para ela, porque o futuro valerá a pena. (Claro que ela tem estrutura para encarar essa fase turbulenta: vem de família rica, embora nada carinhosa, vive um casamento de status, embora seco e tem formação, embora não a exercesse há um tempo. Na vida real, nem todas tem essas possibilidades para reverter a vida).

- E como Deus olha para quem passa por momentos difíceis, colocou no caminho de Lauren uma espécie de vizinho lindo, gostoso, prestativo, que estava reformando a casa mais próxima e ficou interessado em ajudá-la a se adaptar à nova fase. Como disse ali em cima, Gavin estava disposto a ser o ombro e todo o conjunto restante amigo dela. E o interessante é acompanhar os processos desenvolvidos neste livro: os sentimentos de Gavin passando do interesse para o amor; a reconstrução de Lauren após mudar de vida; a reforma da casa por Gavin. É um livro de passos normais. Aqui não tem paixão do tipo “joga na parede e me chama de lagartixa”, tem o ritmo devagar e sempre que as coisas acontecem...

- E a capa não é muito fofa? Adoro sorisos desdentados de bebês. E aposto que a Carol pode comentar qual é o esmalte que a mãe da capa está usando!!!

- Quem quiser visitar, a autora tem site oficial.

Bacci!!!

Beta
Reações:

6 comentários :

  1. Parece tão meio e fofinho, impossível resistir.
    Vai para lista sem dúvida.
    Bjkas!
    Monique

    ResponderExcluir
  2. Eu acho que tenho ele aqui em casa. Mas ainda não li, vou tentar achar.

    bjokas

    ResponderExcluir
  3. Que bebe, lindo!
    Como vc falou, é sempre bom ler esses livros mais "calminhos" de vez em quando, entre uma leitura mais tensa e outra. Estou numa fase assim agora (acabei de ler Amante Revelado =D)

    Valeu pela dica

    teh mais

    ResponderExcluir
  4. Hummmm pensando aqui na cor similiar brasileira...

    Acho que o Rosa Tropical da Colorama é super hiper parecido, Vê só!

    http://essaseoutrasmais.blogspot.com/2010/12/esmalte-da-semana.html


    E Jackie Braun é isso mesmo... as coisas com ela correm mais calmas e são bem realistas... boa parte dos livros que li dela me fazem pensar que o romance aconteceria com qualquer conhecido meu.

    Adoro as "viagens" que as autoras fazem, com seus bilionários, sheiks, caubóis... mas sou fã daquelas que conseguem fazer do cotidiano um romance.

    Esse vai entrar pra lista de procurados.

    ResponderExcluir
  5. "Adoro as "viagens" que as autoras fazem, com seus bilionários, sheiks, caubóis... mas sou fã daquelas que conseguem fazer do cotidiano um romance."

    Faço minhas as palavras da Carol. Esse livrinho é suave, romântico e... real!

    Boa pedida de leitura.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  6. Como estou fazendo coleção dos Baby on Board, esse de um jeito ou de outro entra para a lista! Mas... com ótimas recomendações assim, aumentou a vontade de ter ele aqui na estante.


    :*

    ResponderExcluir