sábado, março 05, 2011


Existem pessoas abençoadas. E eu fui, porque ganhei os três primeiros livros desta série de presente (Andrea, muito muito muito muito muito obrigada). Já sei que terei um problema quando chegar ao final do próximo livro, porque não poderei ler imediatamente a próxima história. Irei precisar de terapia. Ou de me unir ao grupo “Viciadas nos SMS não tão anônimas assim”.

Mas quem disse que, mesmo diante desta perspectiva de espera, eu não consigo resistir à série?

O Beijo mais sombrio - (Senhores do Mundo Subterrâneo livro 2) – Gena Showalter - Harlequin
(The Darkest Kiss - 2008)
Personagens: Anya, Deusa da Anarquia e Lucien, Guardião da Morte

Ela deixava o caos por onde passava. Ele tinha a missão de escoltar as almas ao inferno ou ao paraíso. E após ajudar um dos guerreiros no livro anterior, só para desagradar aos deuses, agora ela tinha um guerreiro especialmente no encalço dela, mas não como Anya preferia... Lucien tinha sido incumbido pelo titã-mor, Cronos, de matar e escoltar Anya ao outro mundo, sob pena de atrair mais castigos para si mesmo e para seus amigos mais próximos. O problema é que ele não consegue mata-la e ela não consegue fugir dele. Estão dispostos a ir até o limite da atração entre eles e até quando que o pique-pega dure sem colocá-los – e a quem eles amam – em risco...

Comentários:

- Aposto que alguma vez na vida alguém te disse: “Cuidado com os quietinhos porque eles são os piores”. Lucien é o tipo controlado, aparentemente calmo, frio e que nunca se exalta. Mas Anya e suas constantes provocações, travessuras (e gostosuras,diga-se de passagem, ou ele nunca lembraria do cheiro de morangos) conseguiam tirá-lo do prumo. E a missão de matá-la se revela uma provação para o homem que aprendeu a se tornar insensível ao longo dos séculos ao buscar as almas e conduzi-las ao destino final. Como ele poderia matar a mulher que desejava, mesmo sabendo que, se não o fizesse, colocava a si e aos amigos – que tanto tinham sofrido – em risco?

- Anya era um patinho feio com grife e temperamento forte. Uma “divindade menor” (não diga isso perto dela se não estiver pronto para as conseqüências) menosprezada por deuses e outras divindades por causa da mãe. E justamente por ser filha de quem é foi amaldiçoada. E por isso temia ceder à tentação que Lucien representava para ela. Apesar de nada impedir que ela atiçasse, brincasse e provocasse o guerreiro imortal. E nem que ela soltasse os bichos quando ele a irritava. Ei, não é qualquer uma que é caçada por Morte e ainda se atreve a enfrentá-lo (e como legítima Anarquia, ela não é nada convencional ao lidar com Lucien – devo mencionar que como boa escorpiana adorei as brigas entre os dois? Tipo rir alto vendo o que ela era capaz de aprontar com ele sem medo de deixá-lo com raiva? Sem contar que o alerta de “não me deixe irritado” que Lucien fazia é extremamente semelhante ao que eu faço quando estou à beira de perder a paciência. E imortalidade à parte, as conseqüências são bem parecidas.) Juro que estou tentando não escolher um casal favorito – que cada um é muito bom dentro do contexto exigido e da participação necessária na trama maior – mas acho que Lucien e Anya vão ter um cantinho muito especial.

- Devo dizer que a forma como a relação de tesão, loucura, paixão e amor entre Lucien e Anya evolui é bastante atrativa. Você, pobre alma, que já ficou de quatro (figurativamente, por favor, controlem o monstrinho da taradice que eu sei que está saltitante por aí) pelos Senhores no livro anterior, agora parece que está se lambuzando no chantilly (outra figura de linguagem, por favor) em uma festinha da alegria da gulodice (desisto, nem é lua cheia, nem é o livro sobre o demônio da Luxúria e eu me tornei um caso perdido). E isso tudo lembrando é o SEGUNDO livro. SEGUNDO. Ainda tem outros. MUITOS. Sim, isso vai ser melhor do que... (censurado para publicação em um doce e meigo blog de literatura de mulherzinha).

- Peraí, você ainda está aqui lendo minha resenha? Ainda não comprou este livro? Pôxa, obrigada pela solidariedade, mas você não imagina o que está perdendo. Ok, o que mais posso contar? Temos o dia a dia dos guerreiros, sabemos um pouco mais sobre o dilema de Reyes, Guardião da Dor, visto pelos olhos do amigo e pelos olhos de Anya (o que permite um maior campo de informação para nós o analisarmos – era só o que faltava, momento psicóloga. Meu eu escorpiano deve estar totalmente desorientado hoje...). E também temos novidades sobre a missão de Aeron e sobre outros demônios, como Paris. Ah, claro, continua chovendo mitologia para todo lado (momento bate-palminhas da papa-enciclopédia, aqueles livros que caíram em desuso porque as crianças hoje em dia sabem clicar no Google). Ah, Amunzinho de Betinha continua entrando mudo e saindo calado. Pois é, eu disse que adoro o tipo quietinho (Lucien é calado, Reyes é sério e Amun é mudo – sim, eles pintam como trio favorito da Mulherzinha)? Como o livro não é escrito por Diana Palmer – a biruta que cria bons personagens coadjuvantes (cof cof Cash Grier) para dar histórias abaixo do que eles poderiam – tenho motivos para manter as esperanças acesas, enquanto banco a Penélope esperando Ulisses voltar da guerra.

Série Senhores do Mundo Subterrâneo
0.5. O fogo mais sombrio - The darkest fire – conta como a caixa de Pandora foi criada (é um bônus)
1.  A noite mais sombria – The darkest night - Maddox, guardião de Violência e Ashley Darrow. 
2. O beijo mais sombrio – The darkest kiss - Lucien, guardião de Morte e Anya, deusa da Anarquia. 
3. O prazer mais sombrio – The darkest pleasure - Reyes, guardião de Dor e Danika Ford
The darkest prision – Atlas e Nike (outra história bônus – também publicada no livro Into the dark)
4. O sussurro mais sombrio – The darkest whisper - Sabin, guardião do (chatonildo) Dúvida, com Gwen 
The darkest angel – Lysander e Bianka (publicado na antologia Heart of Darkness)
5. A paixão mais sombria – The darkest passion - Aeron, guardião de Ira, e Olívia.
6. A mentira mais sombria - The darkest lie - Gideon, guardião de Mentiras e Scarlet, guardiã de Pesadelos
7. The darkest secret – Amunzinho, guardião de Segredos (ainda não lançado em Português *chuif*)
8. The darkest surrender – Strider, guardião de Derrota (ainda não lançado em Português)
9. The darkest seduction – Paris, guardião de Luxúria (ainda não lançado em Português)


10. The darkest craving – Kane, guardião de Desastre (ainda não lançado em Português) 
11. The darkest touch - Torin, guardião de Doença (ainda não lançado em Português)
*** The darkest angel - Lysander, anjo, e Bianka, harpia (lançamento lá fora em 1º abril 2016 - não consegui entender se é o mesmo que já foi publicado ou se tem algo diferente)
12. The darkest torment - Baden, guardião de desconfiança 
(lançamento lá fora em 31 de maio 2016)

- Só lembrando: o site de Gena Showalter é muito bom, repleto de informações sobre a série dos Senhores e de outros livros dela. E se ainda não fez, recomendo o teste de compatibilidade que ela deixou no blog.

Bacci!!!

Beta
Reações:

9 comentários :

  1. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  2. Certo, você conseguiu pôr brasa em minha pólvora, mas eu continuo esperando pacientemente pelos doze volumes completos e inteiros !!! ^^ Sua resenha foi ótima !!! ^^

    ResponderExcluir
  3. Eu faço parte das viciadas em SMS! hauahuaha
    Esperar pelos livros todos? Nemmm sonhandoo!!! Prefiro sofrer aos pouquinhos do que levar uma vida esperando HAUHAUAHUAHUHA

    Adorei a resenha, Beta! Fiou ótima! hhahahaha

    ResponderExcluir
  4. Eu tenho este livro e amei. Quando li, não consegui parar. é muito bom mesmo. Sou fã da Gena e a pouco tempo terminei a série Atlantis. Bjs, Rose:D

    ResponderExcluir
  5. Oi, Beta!

    Bem que você avisou antes kkkkkkk!

    A resenha está ótima, delírios mil!!!

    Não vejo a hora de ler a próxima.

    Beijos,

    ResponderExcluir
  6. Eu, levar uma vida inteira esperando ?! Barbara, não rogue praga porque isso é perigoso !!! ^^


    Todavia eu terei outros bonitões charmosos e valentes para fazer-me companhia nessa espera. ^^


    Fiz meu teste em fevereiro. Ganhei Strider. Refiz meu teste em março. Ganhei Aeron.


    Refarei meu teste em abril, com muito mais cuidado e muito menos correria, para confirmar se terei que lutar na lama com Andreia e Lidy ou com Barbara pelo meu demônio guerreiro. Mas poderá ser que eu tenha outra adversária. Ou tenha posse plena de meu combozinho grego ! ^^ Eles são de babar, eu sei, mas aprendi a esperar para degustar plenamente !


    Bruna, desculpe, mas eu acho que fiquei devendo uma resposta para você lá atrás, no capítulo 42. ^^


    Eu concordo com você que "A Substituta", de Margaret Moore, foi excelente de verdade !


    Não teria sido melhor se Genevieve tivesse ficado com Raymond, pois ela não tinha estofo para ele ! ^^

    ResponderExcluir
  7. Sil,

    Tem muito senhor do subterrâneo dando sopa prá você ficar cobiçando o Aeron das outras, viu? kkkkkkk

    Mas se no próximo teste ele se confirmar, a gente negocia. kkkkkk

    Mas não sei como voê vai aguentar esperar a publicação de todos! Que determinação, menina!

    Beijos!

    ResponderExcluir
  8. Muito ?
    São doze apenas !
    Uma pobreza de dar dó ! ^^


    Oh, eu acredito ter gostado mais de Aeron que de Strider e você é casada, então dê ele pra mim ! ^^


    Oh, eu tenho essa determinação ditada pela minha experiência frustrante de não ver publicarem "Saxão", de Margaret Moore, continuação de "Viking", e não ver terminarem de publicar nossa Saga Terras Altas e não ver uma publicação de tudo o que Suzanne Barclay escreveu, o que inclui uma trilogia. Ou era uma saga ? Enfim, tinha mais ! ^^ E se não publicarem os doze volumes de "Senhores do Mundo Subterrâneo" ?! Tadinha de mim ! ^^


    Onde foi que Gena Showalter foi buscar esse nomes para seus demônios guerreiros também ? Aeron e Páris ainda vá, mas Amun, Lucien, Maddox, Reyes, Strider ??? ... Isso não são nomes de guerreiros gregos, cáspita ! Por que não Ajax ou Argo por exemplo ?! Tem que ser grego puro !!! ^^

    ResponderExcluir
  9. Ciao, Sil de Polaris!

    Eeeeeeeeeu, por brasa em pólvora? Nada tenho a ver com isso, pode culpar a dona Gena Showalter! E queria ter a sua paciência de esperar os 12. Se quiser cumprir, siga minha diga, não leia nenhum, porque, quando começar, não vai querer parar!!!

    Bacci!!!

    ps.: Amun é um nome lindo <3

    ResponderExcluir