sábado, janeiro 29, 2011


Pra variar, cá está Beta topando com uma série, mas lendo o fim antes do início. Muito normal, em se tratando de mim. E é uma história com um tema constante, com a ótica invertida do padrão, pelo menos, na minha opinião.

Revelação: fruto de um desejo – Kelly Hunter – Paixão 209 (Paixão & Escândalo)
(Reveled: a prince and a pregnancy – 2009 – Mills & Boon Modern Romance)
Personagens: Simone Duvalier e Rafael Alexander

O casamento entre a irmã de Rafael e o irmão de Simone trouxe o passado – e os traumas – à tona novamente. Agora eles teriam que estabelecer uma trégua para conseguirem serem os padrinhos e não estragar o momento de felicidade dos irmãos. No entanto, apesar do rompimento de anos antes, ainda há algo entre eles. Algo forte e poderoso, pedindo para ser resolvido. Simone sabia que o ferira quando o rejeitara e queria saber se ainda tinha uma chance. O problema era como convencer Rafael, um homem tão magoado quanto teimoso e que nunca olhava para trás. E ele ainda não sabia, mas o retorno de Simone era apenas a primeira de várias mudanças que estavam por acontecer. Nada mais seria o mesmo. Por que não fazer as pazes com o passado?

Comentários:

- Imagine o seguinte: você é o filho da governanta e se encanta pela filha do patrão, rico, dono de vinhedo na França, com quem tinha uma grande relação de amizade e afeto (as crianças de Caverness se protegem). Quando ele decide deixar uma vida de maus tratos para trás, pede para que ela vá com ele. No entanto, leal ao que a família espera, ela recusa. Ele parte, de coração partido. Anos mais tarde, ele ainda é o filho da governanta, mas é dono do próprio vinhedo na Austrália, com nome no mercado e riqueza própria. E nenhuma vontade de reencontrar a mulher que o magoara. No entanto, o destino – sempre ele – faz com que as crianças se reencontrem e os irmãos deles se apaixonem, decidam se casar e querem ambos, juntos, como padrinhos. E, claro, por menos que você queira admitir (até para si mesmo), o reencontro mexe contigo e com sentimentos bons e ruins que você preferia não recordar.

- Rafael está magoado. Muito magoado. E, ao contrário de outros livros, onde o herói volta com sede de vingança, Rafael não tem essa intenção. Na verdade, aparentemente, ele não quer saber de Simone. Evita ficar perto dela e convive apenas o essencial. No entanto, a irmã Gabrielle – sabe como fica quem se apaixona, sente que tem vocação para ser cupido – resolve agir para aproximá-los, diminuir a tensão, o que leva à explosão da química entre eles, contida à força, na noite do casamento. Só que um segredo da família de Gabrielle e Rafael vem à tona e ele não reage bem (ok, era muito chocante mesmo) e Rafael acaba descontando em Simone (alvo mais próximo e um pouco também pelo ressentimento antigo) e causando nova separação entre eles. Não demora para que ele perceba que Simone não sabia de nada, mas o lema de “Não olhe para trás” o impede de procurá-la, até que uma ligação de Gabrielle o faz ver que ele estava perdendo tempo e algo muito precioso. Ele procura Simone e eles conversam sobre o atual contexto, ainda não muito claro, para Rafael e resolvem tentar construir algo. Simone sabe que Rafael está ainda ferido – não só com ela, mas com várias outras coisas – , sabe que precisa de paciência para convencê-lo de que os sentimentos que os uniam podem ser algo mais forte e duradouro e que vale a pena lutar para ser a única princesa que o príncipe precisa e queria (uma das frases mais bonitas deste livro).

- O que mais me fez gostar desta história foi pensar como seria esta trama nas mãos de Lynne Graham e Diana Palmer. Nestes casos, eu estaria querendo arrancar a pele do protagonista. No entanto, na trama de Kelly Hunter, eu consigo entender os sentimentos dele e saber que não há recuperação de rejeição da noite para o dia. Mesmo ele entendendo – só agora, com a maturidade – os motivos que a levaram a não querer fugir de Caverness com ele para a Austrália. Ter a vontade de confiar e de recomeçar leva tempo. E este livro acompanha a jornada de Rafael na descoberta de quem ele é de verdade e a participação de Simone nisso.

- Batizada no Brasil como Paixão & Escândalo, o nome original desta série é Hot Bed of Scandal Duo. A trama do outro livro acontece antes deste e conta o reencontro de Luc Duvalier e Gabrielle Alexander. Quem quiser ler é o Paixão 207, Revelação: amante por uma noite. (Assim que eu achar e ler, farei a resenha). E eis a capa original:



- Pesquisando no site da autora, descobri que este livro foi RITA FINALIST 2010 CONTEMPORARY SERIES ROMANCE, prêmio concedido pela Romance Writers of América Inc. às melhores publicações de 2009, mas não ganhou. A lista dos ganhadores está aqui.)

Bacci!!!


Beta
Reações:

4 comentários :

  1. Estoulendo esse livro Ainda estou nas primeiras páginas mas acho q vou gostar !



    Beijos
    Lulu

    ResponderExcluir
  2. Oi, Beta!!!

    Então já posso esperar para breve a resenha do primeiro livro, porque os dois seguiram na remessa de janeiro!

    Adorei a série, achei excelente a forma como a autora conduziu as duas tramas, mas devo confessar que o primeiro livro é o meu favorito, ainda mais porque tem uns diálogos afiados e hilários!

    Atenção à cena do jardim e depois conte prá gente o que achou. Eu me acabei de rir! kkkkk

    Lulu, você vai adorar!

    Beijo!

    ResponderExcluir
  3. Ainnn, eu quero ler!!
    Resenha me deixou morta de curiosa! afff! Será que eu acho o dito por aí??? Mais um pra lista de futuras compras... #mimimi

    ResponderExcluir
  4. Barbara,

    Os dois livros são recentes, talvez você os encontre nas bancas ainda. Se não, você consegue comprar pelo site da harlequin.

    Beijos!

    ResponderExcluir