sábado, outubro 30, 2010

E começa o fim de semana do Halloween. O Literatura de Mulherzinha abre espaço para uma série que eu li fora de ordem – dependendo do que encontrei no sebo (ainda falta um 1 texto). Afinal de contas, li primeiro o terceiro livro (resenha de amanhã) e fiquei curiosa para ler as demais histórias e fechar o quadro completo sobre os sobrenaturais moradores de Skull Creek, Texas...

Encanto Eterno – Kimberly Raye – Harlequin Fuego! 17 (Amor à primeira mordida vol.2)
(Drop dead gorgeous – 2008 – Harlequin Blaze)
Personagens: Margaret Evelyn “Meg Joãozinho” Sweeney e Dillon Cash

Meg queria entrar para a lista “Gatas Sensuais” publicada pelo jornal de Skull Creek, que fazia o ranking das solteiras mais interessantes da cidade.O problema era que ela não conseguia apagar do senso comum da cidade a imagem de “Meg Joãozinho”, a menina tão boa quanto qualquer rapaz nos esportes, a amiga perfeita. E deste jeito era muito difícil, por mais que ela se esforçasse (e ela estava se esforçando ardentemente – inclusive nas opções vibrar, girar e ai caramba), ser vista como uma Gata Sensual... Mas havia esperança: afinal de contas, seu igualmente amigo nerd e desejeitado, Dillon Cash, de repente se tornara um deus do sexo, irresistível para qualquer mulher que se aproximasse dele. Como Meg se lembrava de Dillon antes da mágica transformação, achou que poderia resistir ao sex appeal dele e aprender... Dillon queria aproveitar o charme vampírico para bater o recorde do conquistador da cidade. Por isso, não desejava se prender a ninguém, mas as aulas para Meg poderiam fazê-lo mudar de idéia...

Comentários:

- Já comentei em outras oportunidades que eu não sou fã de livros sobrenaturais. Vampiros, lobisomens e afins não me deixam inspirada (pelo contrário, até me desanimam diante de traumáticas e depressivas experiências anteriores), mas mesmo assim estou altamente interessada em achar todos os livros desta série. Vamos às razões: independente de ser vampiro, são histórias sobre homens e mulheres com traumas, carências, vontades, muito sex appeal e medos... E tudo com um senso de humor ótimo. (neste caso, você já começa rindo de detalhes da aula prática de Meg para ser uma gata sensual). Sim, dá mesmo muita vontade de ler tudo e fechar o quadro com a histórias dos moradores de Skull Creek.

- Temos dois personagens patinhos feios. Meg era uma moleca pela influência do pai, gostava de esporte e jogava muito bem. Mas quando o pai fora embora, decidira virar uma lady... mas seria sempre Meg Joãozinho paa seus amigos – e assim, não era fácil ser sexy. Ela estava cansada de ser sozinha e de viver relacionamentos insatisfeitos e precisava encontrar logo uma solução para isso: ela achava que entrando na lista das Gatas Sensuais seria um bom caminho para mudar a imagem perante a cidade.

- Dillon queria deixar de ser o nerd dos computadores e ser reconhecido como o conquistador de Skull Creek. O charme vampírico tinha conseguido o milagre de torná-lo absolutamente irresistível, apesar de ele ainda ser um novato nessa história de vida eterna, sangue e sexo. O plano de dormir com o maior número possível de mulheres estava indo muito bem, até ele reencontrar a amiga de infância – com quem compartilhara um pavoroso primeiro beijo – de quem não se aproximara depois da sua transformação. Meg pediu que ele a ensinasse a ser sexy. E Dillon entendeu que se conseguisse seduzir alguém que, aparentemente, era imune ao charme dele, então, ele não era mais um nerd! Este choque de desafios – ele querendo seduzir, ela querendo aprender, mas sem ser a próxima vítima... Enfim, totalmente recomendada a história do vampiro nerd com a menina joaozinho fashion ambos querendo ser sexy, sem perceber que já eram...

- Outras informações sobre a série Amor à primeira mordida no Romances in Pink.

Bacci!!!

Beta
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário