sábado, maio 29, 2010

Ciao!!!

Fico tão feliz quando vejo uma série lançada identificada e em sequência! Bem, vamos lá de volta à espécie de homem naturalmente irritante: sicilianos ricos e poderosos que temem a “maldição” de se apaixonar e amar para sempre apenas uma mulher. Até que não seria problema, mas eles demoram para entender esse detalhe e, enquanto isso, bem, vocês podem imaginar o que eles aprontam. É uma série sobre os irmãos Wolf e Luc Gambrelli e o primo Cesare, a quem cabe a honra de ser a primeira história...

Mais que uma vingança – Carole Mortimer – Harlequin Special 09 (Os Sicilianos volume 1 )
(The Sicilian’s ruthless marriage revenge – 2009 – Mills & Boon)
Personagens: Robin Ingram e Cesare Gambrelli

Cesare queria vingança pela morte prematura da irmã e definiu um plano simples e eficiente: cobrar da família do homem responsável pelo acidente. Por isso, os Ingram teriam que sofrer e ele se encarregaria disso pessoalmente. E ao descobrir a existência de Robin, entendeu que o destino estava ao seu favor. Robin ficou sem reação quando aquele homem invadiu sua vida, querendo vingança pela morte da irmã, sem entender que ela também tinha perdido o irmão, e disposto a tudo para conseguir o que queria – que ela se casasse com ele, criasse o sobrinho órfão e providenciasse uma ninhada de pequenos Gambrelli. Pelo bem da saúde fragilizada do pai e das empresas da família, Robin aceitou a chantagem, sem deixar de pontuar que as verdades de Cesare não fossem tão sólidas quanto ele pensava e ele talvez não estivesse preparado para isso...

Comentários:

- Cesare tem certeza de que Simon Ingram era o pai misterioso do filho de sua irmã Carla. Cesare reuniu todas as informações sobre o vício dele em jogo e as empresas da família para explorar suas fraquezas. Cesare voltou sua artilharia pesada para Robin, a quem também investigou e sabia que tinha saído de um casamento com um milionário porque não quis engravidar. Cesare a desejou porque ela era bonita e porque sentiria um prazer imenso ferindo a família Ingram como ele foi ferido. E nem foi homem o suficiente para se lembrar de que uma história tem pelo menos dois lados – e neste caso, tinha muita coisa que ele não conhecia e nem parou para pensar. Afinal de contas, Cesare tinha certeza de que tinha o direito divino de julgá-la, condená-la e executar a sentença – assumindo uma posição que permitisse controlá-la, a de marido. Serei sincera: li toda a história aguardando ansiosamente pela cena “vingador quebra a fuça em pedacinhos”, que costuma ser a minha favorita neste tipo de história.

- Robin merece menção honrosa, indicação para a santidade e tudo mais. Ela enfrentou todas as acusações, punições, festival de bobagens e remix dos piores momentos da vingança de Cesare de cabeça erguida. Ela carregava a sua cota de sofrimentos, de escolhas equivocadas e de ser julgada pelo que os outros pensam saber o que ela é ou fez. E pagou um preço que não era dela, nem de ninguém vivo – apesar do Cesare se considerar no direito de cobrar muito. (Otário!) Cá entre nós, ela merecia alguém muito melhor. Cesare teria devia ser tapete dela pelo resto da vida...

Bacci!!!

Beta
Reações:

8 comentários :

  1. Normalmente gosto dos livros da Carole Mortimer. Já li "Amante Fugitiva", "O estranho da casa ao lado", "Pecado Mortal" e "Alguém que não me quis". Desses livros, o único que me irritou bastante foi "Pecado Mortal". Não gostei nem um pouco de como aquele bastardo do Leo tratou a Tâmara. Mas os outros livros me agradaram, principalmente, "Alguém que não me quis".


    Acompanho suas postagens e gosto muito do seu modo de resumi-las. Principalmente quando vocÊ fala dos nossos queridos e odiosos gregos.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. E qual é a nota que você dá no final? sempre fico com dúvidas se você gostou ou não.

    ResponderExcluir
  3. Oi!! Estou justamente lendo essa série, quase terminando o segundo volume. Os mocinhos realmente gostam de meter os pés pelas mãos. A sorte deles é que as mocinhas perdoam... hehe
    Não tinha prestado muita atenção na autora antes, mas agora posso dizer que recomendo! Boa Leitura!!

    ResponderExcluir
  4. Eu gosto desta autora, mas estou um pouco farta destas histórias de dominadores que se acham o último biscoito do pacote!
    Mas como sempre vou ler a série toda, eu não resisto, kkkkk!
    Quando vamos ler um em que a mocinha dá um belo pé na bunda do mocinho idiota e arrogante?
    Abraço

    ResponderExcluir
  5. Luna

    Eu tb já li alguns da Carole Mortimer, apesar de ter a sensação de que não foram tantos quanto deveria. É uma autora muito cuidadosa, costuma criar boas histórias, geralmente não me decepciono com ela.

    Obrigada por visitar sempre o LdM. Eu ainda continuo maluca por livros com gregos, apesar de eles me irritarem em excesso... kkk Bom saber que o LdM permite bons momentos a quem passa por aqui.

    Bacci!!!

    Beta

    ResponderExcluir
  6. Anônimo

    Geralmente eu falo quando eu amo ou odeio o livro. Há casos em que eu não comento para deixar as pessoas curiosas e tentarem ler e concluir por conta próprias.
    Mas sendo direta, gostei deste livro. Provavelmente, foi o meu favorito da série, porque adoro ver vingadores quebrando a cara... XD

    Bacci!!!

    ResponderExcluir
  7. Ciao, Bianca!

    Concordo contigo: a sorte deles é que as mocinhas perdoam. Na vida real, com alguém como eu, não sei se seria essa molezinha toda...

    Fique à vontade para visitar sempre e deixar recados no LdM :)

    Bacci!!!

    Beta

    ResponderExcluir
  8. Ciao, Luzia!

    Eu tb estou ficando estressada com essa história de homens dominadores que nunca ouvem o outro lado antes de julgar, condenar e executar a sentença.
    "Quando vamos ler um em que a mocinha dá um belo pé na bunda do mocinho idiota e arrogante?" Uai, nem te conto como estou esperando por isso XD

    Volte e comente sempre no LdM!!!

    Bacci!!!

    Beta

    ResponderExcluir