domingo, maio 14, 2006

Três amigas que dividem apartamentos, todas com medo de relacionamentos, por causa de experiências que as deixaram magoadas. No entanto, cada uma vai se confrontar com o seu destino. Joan Hohl escreveu esta série na década de 80, como consta na explicação em Janelas do Presente:

"Você, que leu Janelas do Passado na edição 1366, vai simplesmente adorar o romance a seguir.
Joan Hohl sempre acreditou no amor verdadeiro e no romance. Janelas do Presente é o segundo livro de uma trilogia que ela escreveu nos anos 80. Os romances foram escritos no estilo que vigorava na época, conforme a própria autora faz questão de ressaltar.
Joan diz que poderia ter feito algumas mudanças para adaptá-los aos dias de hoje, mas seriam mudanças irrelevantes, pois, na opinião dela, avaliando sua obra de 20 anos atrás com a mentalidade de hoje e a experiência adquirida ao longo deste tempo, Joan considera, sem se vangloriar, que as três histórias foram escritas com inspiração e capricho e que os sentimentos românticos e as emoções da paixão são imutáveis e eternos!"


No entanto, como algumas leitoras puderam perceber, há uma grande polêmica na série... Mas calma, isso é assunto pra daqui a pouco...

Janelas do Passado - Joan Hohl - Julia 1366
(Someday Soon - 2004 - Kensington)
personagens: Alycia Matlock e Sean Halloran

Alycia queria se inscrever para as palestras do famoso historiador Sean Halloran, no entanto, a nevasca atrapalhou seus planos e ela acabou sendo atropelada por um homem alto, de cabelo castanho, atraente demais, bonito demais... e era o próprio Sean. Ele ficou encantado com a estudante e de repente os dois se viram vítimas do famoso "amor à primeira vista". No entanto, Alycia precisava vencer alguns receios pessoais... E quando isso foi superado, uma tragédia poderia separá-los, embora explicasse muito de porque Alycia só poderia pertencer à Sean...

Comentários:

- Sei que o resumo parece confuso, mas não posso entregar mais da história que se tornou a minha preferida da série. A história de Alycia e Sean é linda e é perfeita para quem acredita na teoria das almas gêmeas...

- E se tem coisas que o acaso não explica, leia Kardec... - aquele adesivo que um monte de carro exibe ajuda a entender a idéia por trás desta história de Joan Hohl...

Janelas do Presente - Joan Hohl - Julia 1376
(Someday Soon - Window on Today - 2004 - Kensington)
personagens: Karla Janowitz e Jared Cradowg

Na inauguração da galeria de arte, Jared descobriu que um de seus quadros estava com Karla e o queria de volta. Ao conhecê-la, percebeu que também a queria. No entanto, ela já havia se envolvido em um relacionamento destrutivo antes e era totalmente avessa a qualquer aproximação. Só que ele insistiu e foi derrubando as defesas dela. Menos uma: justamente os comentários maldosos de que ele era um insensível que usava as mulheres e as descartava como roupas velhas. Karla teria uma viagem pelo Arizona para descobrir o limite da sua confiança e a disposição em arriscar...

Comentários:

- Depois de Alycia, a que vivia no passado, encontrar Sean, chega a vez de Karla, que tem os pés no chão no presente. E para ela, um homem com características físicas parecidas com a de Sean (aliás, achei os três heróis bem parecidos), mas aparentemente mais frio, calculista e determinado. E se o quadro foi o ponto de partida, o ponto de chegada não estava claro para nenhum deles...

Janelas do Futuro - Joan Hohl - Julia 1381
(Someday Soon - Window on Tomorrow - 1998 - Kensington)
personagens: Andrea Trask e Paul Hellka

Andrea, a que sonhava com o futuro, tinha um sonho recorrente: um homem alto, bonito, moreno, de olhos azuis. E mais de um ano depois, ela encontrou o homem dos sonhos, literalmente, entrando na cafeteria na Califórnia. Como não conseguiu realizar o sonho de entrar pra Nasa, Andrea voltou para a faculdade. Ele era o professor Paul Hellka, de Estudos de Ciências da Terra e daria aulas para ela. O fato de ele ter a mesma voz do homem dos sonhos e ser amigo do namorado da tia dela só contribuiu para aumentar a confusão. Se o homem dos sonhos a havia abandonado, o de carne e osso estava cada vez mais presente. E Andrea viu coisas que a lógica não explicava, venceu medos até que ficou frente a frente com o convite de Paul, que poderia mudar toda a sua vida.

Comentários:

- Esse livro conta como Alycia, Karla e Andrea se conheceram e terminaram dividindo o apartamento.

- Desde o início, fica claro que Paul não é uma pessoa normal e comum... E esse é o mistério do livro: quem é Paul? As pistas são lançadas ao longo do livro: ele faz coisas que seriam humanamente impossíveis, ele tem o dom de entrar nos sonhos dela, a amava desde o dia que ela nasceu e vem de um lugar onde não se come carne. E precisava voltar para a "terra de seu pai", que havia entrado nos Estados Unidos pelo Texas, onde encontrou a mãe dele.

Ok, vamos ao exercício da lógica...
*atenção: não me responsabilizo pelo que você vai ler daqui em diante... *

* o fato do pai dele ter entrado nos EUA pelo Texas elimina a minha primeira possibilidade - Smallville, a terra do Superman, é em Kansas...

* e, de quebra, elimina a segunda - o furacão que leva Dorothy para Oz também arrasa o Kansas...

* as primeiras características - ele faz coisas que seriam humanamente impossíveis, ele tem o dom de entrar nos sonhos dela - poderia fazer acreditar que ele fosse um super-herói, tipo um mutante dos X-Men (ô, gente, confesso que a expectativa de ver o Wolverine gostoso do Hugh Jackman na telona no final do mês me fez acreditar nisso...).

* a amava desde o dia que ela nasceu: então, ele é mais velho, mas não aparenta - gente, que homem é esse que descobriu o segredo da fonte da juventude? (ninguém sabe a idade do Professor Charles Xavier, muito menos do Wolverine...), mas essa história de ser mutante era surreal demais, então larguei pra lá. (algo que não acontece se o Wolverine aparecer por aqui, mas chega de falar nele hehehe não é o que interessa agora)

* voltando ao livro: essa avaliação de cima, somada ao fato de ele vir de um lugar onde não come carne, mais o título me fizeram acreditar que Paul Hellka tivesse vindo do futuro, tipo a trilogia do Michael J. Fox. Só que a Andrea não viu nenhum DeLorean (o carro máquina-do-tempo do filme) escondido no refúgio onde só os dois iam, em sonhos ou na vida real...

* mas a ênfase que ele dá à "voltar a terra de meu pai", "voltar à minha terra natal" me fez lembrar de outro filme: MIB - Homens de Preto. Aliens infiltrados entre nós, disfarçados de humanos, por uma série de motivos. Vocês viram o filme? Eles garantem que Elvis não morreu, só voltou pra casa. E revelam que Michael Jackson é um alienígena, por isso não o entendemos... E comprovam porque eu sempre tive um tanto de medo do Dennis Rodman (um jogador de basquete norte-americano).

Então, a Velma do desenho do Pequeno Scooby-Doo disse: Gente!
*Pra quem viu o desenho, já que estou fazendo trocentas citações, toda vez que ela diz Gente! é porque descobriu quem é o bandido misterioso!*

Fez-se a luz, inventaram a pólvora, descobriram a América!!! (selecione se quiser ler o spoiler)
Paul Hellka é um alienígena, de uma civilização avançadérrima que nem precisa mais comer carne (afinal de contas os médicos comprovam que esse hábito alimentar traz muitos problemas pra saúde) que veio à Terra em busca do verdadeiro amor, Andrea. Mas como só ele sabia disso, já que a amava desde que ela nasceu, precisou de toda uma estratégia para fazer com que ela o reconhecesse e o aceitasse: entrou nos sonhos dela por mais de um ano, se apresentou como professor de um assunto que ela gostava, mostrou as habilidades de forma natural (pra ele, claro) para que ela se acostumasse, levou-a ao refúgio dele... E quando ela se deu conta e entendeu que o amava, independente se ele era ou não humano, ele a convidou para voltar com ela pra casa. 

A moral da história: se não houver um homem no planeta Terra pra você, não se desespere. Pode ser que um alien moreno, de olhos azuis, tipo o que chamamos de "grego" esteja esperando apenas você amadurecer para aceitá-lo como ele é para te buscar. Vai me dizer que o amor - independente de que forma seja - não é lindo?

Bem essa foi a conclusão a que eu cheguei. Espero não ter ofendido a quem gostou do livro... e aguardo comentários de quem leu para saber se concorda com essa teoria...

Antes, um agradecimento à Zilah, da Banca do Vasco, que separou os livros para mim. Segundo ela, falou que eu tinha que ler, porque ela e outras pessoas que frequentam a loja também queriam entender o que aconteceu com Andrea e Paul...

Beijos

Beta
Reações:

7 comentários :

  1. Anônimo6:51 PM

    tá tou rindo até agora e devo confessar que realmente pensei as mesmas coisas que você, mas ele não teria que ter vindo do futuro para fazer sentido a trilogia das janelas?
    Eu acho que as meninas que falam e escrevem em inglês deveriam entrar em contato com a autora para fazer umas tantas quantas perguntas chaves para destrinchar essa questão!!!
    Beijos
    Claudia Daemon

    ResponderExcluir
  2. Creuza Moura9:10 PM

    voce tem o terrivel habito de me fazer querer ler tudo e muito rapidamnte par poder comprar os pontos de vista. to indo atras deste amanha cedo. hehe
    amei a sua viagem pelas citações de cinema hq e dezenho animado.
    um pergunta vc ja postou alguma coisa sobre a viajante do tempo?
    todo mundo fala mas nao conheco o q me dizes?
    adoro seu blog
    sua fã numro 20.9836498364826483682

    ResponderExcluir
  3. Michelle Ribeiro2:08 PM

    Claaaaaaaro!
    Não é no Texas, no meio daquele deserto enooorme que tem nos States que fica a área 51? Que além de ultrasecreta há anos pesquisa sobre vida extraterrestre?
    Ahá! Gostei...
    Ainda não li nenhum livro da Série... mas como não me importo de saber o final vim aqui ver o que era... e agora estou curiosa querendo os 3 livros!!!
    Eles são novos? Ainda estão nas bancas? ou dá pra achar nos sebos?
    Ai Ai... eu queroooo... :(

    ResponderExcluir
  4. Anônimo12:06 PM

    oi....gostaria muito de ler janelas do passado por favor como faço para conseguir ja tentei no shared e esnaips mas nao consegui,me ajudem????//

    ResponderExcluir
  5. Anônimo10:21 PM

    BETTA ACABEI DE RELER O LIVRO JANELAS DO FUTURO E OBSERVEI QUE EM DETERMINADO MOMENTO ANDREA PENSA EM UM GOLFINHO QUANDO ESTÁ COM Paul, SERÁ QUE ELE É ALGO ASSIM, OU ALGUMA COISA QUE TENHA A VER COM O MAR É UMA BOA TEORIA.
    SE QUIZER CONVERSAR O ASSUNTO MEU MSN É DEISYAGATADOMSN@HOTMAIL.COM.

    ResponderExcluir
  6. comecei ler janelas do passado e já estou doida pra ler janelas do futuro!
    ah!também não me importaria se o Wolverine(Hugh Jackman)surgisse na minha vida!

    ResponderExcluir
  7. Ganhei vários livros da Joan Hohl e como nunca li nada da autora vim na net pesquisar sobre a autora. Comecei a ler, sem querer, pelo Janelas do Passado e estou gostando muito. Depois desses comentários fiquei curiosa para ler o Janelas do futuro e tentar entender a história.
    Bjkas!!

    ResponderExcluir