domingo, novembro 20, 2005

Fonte: http://diversao.terra.com.br/interna/0,,OI730501-EI3615,00.html

Sábado, 29 de outubro de 2005, 09h03
Dia Nacional do Livro pode ser comemorado com títulos baratos

29 de outubro é o Dia Nacional do Livro. Para comemorar a data, não precisa ter muito dinheiro sobrando. As obras vendidas bancas de jornal, com preços entre R$ 4,90 e R$ 29, podem não ser as edições mais cobiçadas pelos colecionadores ou as mais indispensáveis em uma biblioteca, mas estimulam a leitura e despertam o prazer de comprar um livro.
Um exemplo clássico é a Coleção L&PM Pocket. Lançada em 1997, a coleção já conta com 480 títulos publicados e pode ser encontrada em todo o Brasil, nos mais variados pontos de venda: bancas de jornal, livrarias, supermercados, açougues, farmácias, cafeterias, postos de conveniência, entre outros.
Os títulos vão desde clássicos, como O Príncipe, de Maquiavel, aliás, um dos mais vendidos da coleção, e Os Escravos, de Castro Alves, passando por obras da moderna literatura brasileira, como Exército de um Homem Só, de Moacyr Scliar, e também livros de gastronomia (como Voltaremos, de José Antonio Pinheiro Machado), biografias (como a de Sartre, escrita por Annie Cohen-Solal), quadrinhos e muitos outros.
Além de O Príncipe, estão entre os títulos que se destacam entre os mais vendidos: A Arte da Guerra (Sun Tzu), Quintana de Bolso (Mário Quintana), Poesias (Fernando Pessoa), Pílulas Para Viver Melhor (Fernando Lucchese) e Fábulas (Esopo). O número medido de exemplares vendido por ano não é divulgado pela L&PM.
E as bancas não param de recebem novidades. Esta semana, foi lançado um Quevedo inédito, lançado pela Editora Escala, pelo preço de R$ 4,90. Trata-se de Os Sonhos, 27º número da coleção Grandes Obras do Pensamento Universal.
Escrito pelo espanhol Francisco Gómez de Quevedo y Villegas, nascido em Madri, em 1580, Os Sonhos é um texto satírico, gênero no qual Quevedo é considerado um mestre.
Romances populares
Quem nunca ouviu falar de Júlia, Sabrina ou Bianca? Publicados pela Editora Nova Cultural, responsável pela publicação da Série Romances, os títulos são vendidos em aproximadamente 25 mil bancas de jornal de todo o Brasil há 26 anos e chegam a vender dois milhões de exemplares por ano.
Como todas as histórias falam de amor, o público feminino é o comprador em potencial dos romances de bancas. "Elas são mesmos as maiores consumidoras", afirma Daniella Tucci, gerente de produtos dos livros. Mas engana-se quem pensa que apenas adolescentes sonhadoras e apaixonadas são as compradoras em potencial dos romances água-com-açúcar. Segundo dados da editora, advogadas, comerciantes, empregadas domésticas e até alguns homens são leitores assumidos dos famosos Júlia, Sabrina e Bianca.
Para quem critica o conteúdo "superficial" das obras, Daniella Tucci rebate: "A intenção da editora não é intelectualizar, mas abrir as portas da leitura, despertar o interesse e o prazer de comprar um livro." Para Leonice Pomponio, editora dos livros da Série Romace, a fidelidade do público passa de geração para geração. "É quase uma tradição de família; uma leitura que começa com as avós, passa para as filhas e depois para as netas", afirma.
Feira
O gosto pela leitura, no entanto, vai além das bancas e das edições mais populares. Para os mais dispostos a gastar com literatura, o Dia Nacional do Livro poderá ser comemorado na 51ª Feira do Livro de Porto Alegre, maior evento literário a céu aberto da América Latina.
Para a edição deste ano, na Praça da Alfândega, centro da capital gaúcha, estão sendo esperados mais de 1 milhão de visitantes.
O evento homenageia a Itália. O Ceará, por sua vez, é o Estado convidado, em decorrência das comemorações dos 140 anos de Iracema, de José de Alencar. Outras datas importantes, como os 400 anos de Dom Quixote, o centenário do nascimento de Jean-Paul Sartre, o centenário da morte de Júlio Verne, o bicentenário do nascimento de Hans Christian Andersen e o centenário do nascimento de Erico Veríssimo, serão temas de debates, oficinas e seminários.

* A seguinte matéria estava num dos posts do Orkut: foi a Marilda quem colocou...

http://www.ufmg.br/boletim/bol1200/pag5.html

Pesquisa explica fascínio dos romances sentimentais
set. 1998

Tese mostra que erotismo camuflado das histórias de Bianca, Julia e Sabrina ajuda leitoras a superar tabus sexuais
Priscila Cirino

Sabrina, Júlia, Bianca... O que há nesses livros que atrai tantas Marias, Joanas e Edilenes? Por que mulheres de classe baixa, com pouco mais de quatro anos de estudo, "devoram" três ou quatro romances sentimentais por semana? Essas perguntas intrigaram a professora Lígia Maria Moreira Dumont, da Escola de Biblioteconomia, e culminaram em sua tese de doutorado, defendida em junho na Escola de Comunicação da UFRJ. Intitulado O imaginário feminino e os romances publicados em série, o trabalho resulta de pesquisas na periferia da Região Metropolitana de Belo Horizonte.
A professora decidiu começar a pesquisa quando observou a resistência das leitoras em ter contato com outros tipos de publicação. Segundo essas leitoras assíduas, a leitura de outros livros significa perda de tempo. "Se elas gostam tanto de ler, por que não abrem o leque de opções?", questionava.
A pesquisadora entrevistou 15 mulheres, entre 20 e 45 anos, reunindo 90 horas de depoimentos gravados. As entrevistadas escolhidas eram freqüentadoras, há pelo menos três anos, do carro-biblioteca atividade de extensão da Escola de Biblioteconomia que visita semanalmente bairros da periferia de BH e algumas cidades da Região Metropolitana, levando livros para comunidades socio-econômica e culturalmente menos favorecidas. "Uma das leitoras andava 40 minutos para chegar ao carro e pegar os livros", conta a professora. O principal objetivo da pesquisa era identificar o motivo que levava à leitura dos romances em série e os prováveis efeitos dessa prática na vida das mulheres.
"Não foi fácil fazer as entrevistadas falarem sobre a real razão que as motiva à leitura", explica. Segundo Lígia Dumont, o que realmente atrai as mulheres é o erotismo dos romances: "Não são situações pornográficas. É um erotismo camuflado e eufêmico, que deixa a leitora em suspense e permite que sua imaginação entre em ação". A professora conta que as admiradoras de Sabrina, Júlia e Bianca vivem em situações de grande repressão. "Passam do mando do pai para o do marido e convivem com muitos tabus. O trato com o erotismo é complicado e reprimido. Os romances permitem que elas se libertem de alguns tabus e convivam melhor com sua sexualidade".
A professora avaliou também a ligação feita entre a capa e o conteúdo dos livros. "Os romances são escolhidos pela ilustração da capa, que sempre traz um casal apaixonado", revela a pesquisadora, lembrando que as imagens são muito parecidas, mas as leitoras sabem distingui-las e fazem a escolha pelo toque de erotismo. "Constatei que o prazer da leitura pode ser um escape para as leitoras, mas não é uma alienação. Elas sabem distinguir a realidade da fantasia", conclui Lígia Dumont.

Aguardo comentários...

Bjs

Beta
Reações:

9 comentários :

  1. Anônimo2:09 PM

    nossa!!! adorei a iniciativa da Ligia Dumont em estudar o que leva as mulheres a lerem tanto os romances de banca... realmente, acho q toda leitura é valida, seja ela clássica ou popular... pretendo um dia realizar alguma pesquisa voltada a essa área... e com certeza este blog será muito citado e consultado... o que acham?!

    ResponderExcluir
  2. Caraca muito show, amei saber. Sempre tive a vontade de ler esses romances e saciar minha curiosidade, pois sabia k a venda era boa, mais nao tinha ideia de q eram altas!!!
    Adorei seu blog!
    Paulla

    ResponderExcluir
  3. Cátia Ferreira1:49 PM

    Achei bastante interessante estes estudos. Sou leitora deste tipo de livros por vários motivos,1º porque ajuda-me a descontrair pois é uma leitura fácil e porque adoro romances...
    Muito obrigada por este blog....

    ResponderExcluir
  4. gostei muito desse blog... amo ler todos tipos de livros, mas agora estou viciada nesses romances!
    comecei a ler um por curiosidades e estou devorando todos da coleçao da minha mae!
    Parabéns...

    ResponderExcluir
  5. Anônimo12:25 PM

    Poderia me ajudar me dizendo se sabe o nome deste livro abaixo tem um pouco da história
    O livro conta a história de um casal casado a mais ou menos três anos era um casamento de conveniência Um dia Jake chega em casa e percebe que as coisas estão mudando ele faz uma viagem com sua esposa.Eles estão jantando em restaurante da estrada e eles discutem ela sai na chuva e tenta abrir o carro mas esta fechado dai ele chega abre o carro pra ela e ela chora no ombro dele.Eles acabam se perdendo e eles passam a noite em uma fazenda

    ResponderExcluir
  6. eu amo estes livros, já li mais de 1000, eles nós faz sair da realidade cruel do dia a dia, e sonhar pelos menos que existe um homem fiel e digno de confiança...rrss...a gente começa ler e só consegue para quando termina.

    ResponderExcluir
  7. Gente e a 1° vez que passo por este site,estou aqui para ver se alguem pode me ajudar a achar um livro chamado "DOCE ENCONTRO" este livro e de vivian leiber.A 1°vez que li este livro me apaixonei,o problema e que este livro é da minha amiga e eu não encontro outro;Ha o livro e da queles de banca de jornal mais é muito bom,caso alguem saiba como eu consigo este livro manda um recado para mim no meu e-mail esta ai embaixo

    aryloka@hotmail.com

    Obrigado

    ResponderExcluir
  8. GENTE sou eu a ariane dai decima,ainda procuro o livro!mais passei aqui para deixar o meu novo
    I-MAIL pois aquele eu tinha acabado de fazer é não entra,caso alguem tenha noticias sobre este livro mande um recado para mim neste novo

    arianeramosrbd@hotmail.com

    obrigada.

    ResponderExcluir
  9. oi ariane achei o seu livro se vc ainda quise manda um mensagen para o meu e-mail
    andeliz@live.com

    ResponderExcluir