sábado, julho 30, 2005

Duas garotas que enfrentaram muitos contratempos e dificuldades, mas não se tornaram "títeres do destino" (minha citação favorita de Romeu e Julieta, de Shakespeare). Vivienne e Thomasina se encontraram em Nova Orleans e se reencontraram em um período mais difícil ainda. Uma precisava recuperar toda a sua vida. A outra precisava de um rumo, ser mais que uma garota vestida de rapaz, roubando frutas no pomar de um convento. Quem quiser saber o que acontece, basta ler esses dois livros...

É quase aurora - Marianne Willman - Clássicos da Literatura Romântica(Vixen - 1988 - Harlequin)
personagens: Vivienne Rocque e Josh Deveril

Nova Orleans 1933 * Eu acho que deve ser 1833, mas é o que está escrito no livro... * Uma epidemia de cólera assola a região. Para se proteger, Vivienne e a prima voltam para casa, mas a jornada se tornou um grande problema... Uma trama de traições faz com que ela perca a família, a fortuna, o noivo e a própria identidade... Para recuperar tudo, precisava ir até o Oregon encontrar um tio que ela nem sabia se estava vivo. E ela dependia da ajuda do belo e enigmático Josh Deveril. Ele se encantou com Vivienne, tanto que a salvou duas vezes, porque ela mostrava ter uma força muito grande sob a aparência frágil. Só resta saber se o amor também vai estar esperando por eles ao final da jornada...
Curiosidade:
- Thomasina aparece aqui algumas vezes, ainda menina, como uma das aliadas na jornada de Vivienne.

Uma lição para não esquecer - Marianne Willman - Clássicos da Literatura Romântica
(Thomasina - 1991 - Harlequin)
personagens: Thomasina Wentworth e Brendan Patrick Timothy Rafferty

San Juan de Baptista - 1846 - O médico Brendan Rafferty precisava de um assistente, mas não esperava que uma garota se candidatasse ao cargo. No entanto, ele era um tolo se achava que simplesmente um "não" faria Thomasina desistir. Ela havia lutado para ser médica e não ia desistir facilmente e o cargo seria dela de qualquer jeito. E foi... Mas, para não ofender a moral da cidade, onde uma moça solteira não podia morar com um rapaz, eles tiveram que dizer que eram casados. Isso era mais um problema para Thomasina lidar, além da obstinação e teimosia do médico irlandês... O fato de ele ser bonito e atraente era só um detalhezinho... que poderia fazer a diferença!

Beijos!

Beta
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário