sábado, dezembro 01, 2018

Ciao!



Os irmãos Xendzov não são gostáveis a primeira, nem a segunda, nem a terceira vista - e creio que isso foi um plano da autora. Depois de ver os reencontros e desacertos de Bree e Vladimir, vamos descobrir como os caminhos de Josie e Kasimir se encontraram e quais foram as consequências disso.

Coração Inocente – Jennie Lucas – Paixão 344 (Príncipes Indomados 2/2)
(Reputation for revenge – 2013 – Mills & Boom Modern Romance)
Personagens: Josie Dalton e Kasimir Xendzov

Josie precisava de ajuda para salvar Bree de Vladimir e se viu obrigada a recorrer a Kasimir. Era a chance que queria: recuperar as terras que estavam no nome dela e que haviam pertencido à família dele. No entanto, precisava manter a esposa por conveniência por perto até concluir a burocracia. Só que Josie queria reencontrar Bree a todo custo e não tinha a menor ideia do quanto era atraente, o que poderia interferir no plano de Kasimir de mantê-la cativa até conseguir se vingar de Bree e Vladimir.

Comentários:

- Josie ficou desesperada ao ser separada da irmã por Vladimir e recorreu a Kasimir, oferecendo o que sabia que ele queria para ajuda-la a resgatar Bree: as terras que eram dos Xendzov. Só que o caminho de entregar as terras a ele era se casando. E ele propôs – e ela aceitou – o casamento de fachada e o divórcio como forma de ter a irmã de volta.

- Só que ela conseguiu perceber que quem era Kasimir por trás da fachada de empresário implacável. Ela viu que ele tinha um bom coração e isso começou a incomodar, já que ele não tinha previsto que se sentiria atraído pela jovem excessivamente inocente e bondosa demais e que não tinha a menor noção da própria beleza e força...

- ... E nem de que era a parte mais importante de um plano de vingança de Kasimir. Por isso, ela precisava ser protegida e bem cuidada, mas nada sai como ele planejou. Porque se era difícil mantê-la sob controle, visto que ela não agia de forma alguma como o padrão de mulher que ele conhecia, parecia impossível manter o controle perto dela.

- E são crônicas de uma “catástrofe” anunciada (especialmente pra quem já leu vários romances do tipo – e nem todos tão bem escritos quanto este): a gente percebe que a protagonista descobre a força que não percebeu que tinha (porque era protegida a todo custo pela irmã) e vê o protagonista se desmanchando na teia de vingança que ele próprio criou. E sim é um daqueles deliciosos casos de feitiço virando contra o feiticeiro – pena que tem o efeito de fazer Josie sofrer.

-. Gostei da forma como a autora desenvolveu a trama, embora senti uma desconexão quando a gente compara as duas histórias – há uma informação que Bree já deveria saber (tem a cena disso no livro anterior) e aqui ela recebe a mesma informação novamente como se fosse a primeira vez.

- Ah, além disso, os dois livros podem ser lidos separadamente, mas é melhor ler na ordem, porque aqui fecha a jornada dos irmãos Xendzov e das irmãs Dalton.

- O dueto é muito bom. Fala sobre família, desunião, reencontros, sobrevivência, orgulho ferido, vingança, remorso, culpa, afeto genuíno, decepções, erros, acertos e escolhas. Enfim, tem muita vida nos dois livros.

Príncipes Indomados
1 - A última cartada – Paixão 342
2 – Coração Inocente – Paixão 344


Bacci!!!

Beta
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário