sábado, julho 01, 2017

Ciao!



Em histórias de vingança, uma coisa é certa: por melhor que seja o plano, algo sairá do controle.
Vamos ver como James Passero vai lidar com isso.

Segredos de um coração indomável – Flávia Cunha
(2017)
Personagens: James Passero e Evie Larsson

James estava pronto para voltar a Springville, a cidade natal da mãe. Ele tinha contas a acertar com o passado e agora finalmente tinha chegado a hora. Evie foi chamada para tentar defender os interesses de Beau Keller e garantir que ele pudesse morar na casa do capataz. No entanto, muitos segredos ainda serão desvendados nesta trama e o amor pode fazer a diferença nesta balança.

Comentários:

- James Passero quer vingança. Não adiantou todos dizerem a ele que era arriscado, que Beau Keller era perigoso e poderia fazer muito mal. Ele sabia que tinha que cobrar a conta do homem que, no mínimo, tornou a felicidade da sua mãe incompleta. Isso se não tivesse feito coisa pior. O próprio avô.

- Agora ele sabia que estava pronto. Comandava seu próprio império e tinha conseguido a meta de comprar a maior parte das terras da família da mãe. Agora estava a caminho de se estabelecer em Springville, para recuperar uma parte de si mesmo, ao conviver com a madrinha – que foi a melhor amiga da mãe -  e desfrutar todo aquele clima de comunidade que só cidades pequenas podem oferecer.

- Evie sabia que devia sua educação e a formação na faculdade à generosidade de Beau Keller. Por isso, era difícil para ela ver como vilão o homem que era temido por todos na cidade. Agora ele pediu que ela ajudasse a descobrir quem estava comprando as terras para que o deixasse ficar.

- Um encontro casual colocou os dois frente a frente. Houve interesse, houve desejo e houve um grande desconforto ao perceberem que estavam em lados opostos. James não tinha a menor vontade em conhecer o avô e ajuda-lo. Evie percebeu que havia muito não dito e não resolvido nesta situação familiar onde se viu envolvida.

- Costumo gostar de tramas de vingança porque envolve sentimentos intensos. Por boa parte da trama, você terá alguma dúvida sobre quem é realmente Beau Keller, o que foi uma boa sacada. A jornada sempre envolve a escolha do que é realmente prioritário e a autodescoberta sobre os próprios personagens. Não é um livro pesado, mas deixa bem claro que as pessoas são cobradas pelas escolhas dela e como o perdão pode libertar para as melhores coisas e sentimentos da vida. Leitura rápida, creio que muitos irão gostar.

- O livro cita outros personagens que moram na região de Springville: Alex Baker, revisitamos Lone Wolf, lar de Aidan e Hunter. Os Bennetts (que ainda não li) também são citados. Os Stanford são as pessoas que mais dão o sentido de “família” ao protagonista - e tem gente ali que me deixou curiosa e eu sobre quem eu quero saber mais.


Bacci!!!

Beta
Reações:

0 comentários :

Postar um comentário