domingo, junho 19, 2016

Ciao!!!



Geeeeeeeeeeeeeente!!!!

Hoje foi o último dia de Bienal do Livro de Juiz de Fora!

E a pessoa dormiu e acordou com o nariz no modo independente, parecendo um chafariz e espirrando pela humanidade.

Finalmente posso contar algo para vocês que eu já sabia, mas esperei acontecer. Porque era tão bom, mas tão bom que se eu contasse sem mostrar fotos, vocês achariam que eu estava no modo escorpiana surtada delirante.

Mas isso é assunto pra daqui a pouco. Vamos seguir a cronologia?
Tenham pena da pessoa que não para de espirrar, está com o rosto pegando fogo e ainda não sabe se é alergia, resfriado, gripe ou tudo junto misturado... 

A tarde ensolarada de saideira de outono e de Bienal começou com música, arte e movimento nos food trucks!




Os estandes estavam movimentados. Leitores garimpando autores, novidades, curiosidades.





Yohana Sanfer e Augusto Alvarenga falaram sobre "Do Blog ao Livro", na palestra no Auditório 1.



E depois da Marina Carvalho, da Graciela Mayrink, do Homem de Ferro e da Carina Rissi, só faltava mesmo um gatinho pra completar meus xodós presentes na Bienal.



Para promover o lançamento do livro infantil "Uma gatinha chamada Sofia", a autora, a professora Efigênia Viana levou a protagonista de manhã e a Marie (fotos) na parte da tarde. Preciso dizer que meu lado gateira surtou com aquela gatinha linda e fofa? O livro fala justamente da experiência da autora ao adotar uma gatinha, mostra a rotina dela e incentiva a adoção responsável.

Aí como eu disse lá no início, hora de compartilhar a notícia que poucas pessoas sabiam: Carina Rissi foi a atração do encerramento, com bate-papo seguido de autógrafos no Auditório 1. E eu - leitora compulsiva, jornalista pau pra toda obra e blogueira - fui convidada pela organização da Bienal pra ser mediadora do evento com a Carina Rissi.

EU. MEDIADORA. DE. EVENTO. COM. A. CARINA. RISSI.

Falei SIM!, óbvio!!!
*Não tinha a menor ideia do que teria fazer, mas qual leitora compulsiva, blogueira e jornalista recusaria? NENHUMA.*

Por isso, hoje, nem levei meu computador pra Bienal, mas levei todos os livros que tenho da Carina (falta só o Livro dos Vilões) e #MadreHooligan. Participei da coletiva com a imprensa e do bate-papo. E tietei bastante. Óbvio!




Foi um dos melhores presentes que ganhei nos 11 anos do Literatura de Mulherzinha: a chance de conversar com a Carina Rissi em um evento na minha cidade. Sabe quando achei que fosse acontecer? Nem no maior delírio movido a overdose de Pepsi com pizza 4 Queijos! Mas aconteceu. E estou tão feliz que nem consigo descrever para vocês!




Tem muuuuuuuuuuuuuita foto. Eu gravei tudo para resumir e contar aqui. Só não vou dar mais detalhes agora porque aquele combo "será que é alergia-resfriado-gripe" está me moendo neste momento. A adrenalina foi tanta que, enquanto conversei com a Carina, me esqueci disso. Aí agora, meu corpo está me lembrando de que dormir é necessário (e talvez uma corrida ao médico amanhã pra checar se precisa de algo mais).
*** Vamos fazer um trato: vou escrever o texto só da entrevista! Mas deve ser na semana que vem, porque nos próximos dias tenho compromissos de trabalho a cumprir! ***

Ah as fotos do último dia de Bienal já estão no Facebook do Literatura de Mulherzinha devidamente legendadas! Quer saber o que mais rolou na 1ª Bienal de Juiz de Fora? Clique no LdMnaBienalJF e óbvio confira no Literatura de Mulherzinha mais sobre Carina Rissi.

Bacci!!!

Beta

ps: A Carina Rissi deu entrevista para a TV Integração para a matéria sobre o legado da Bienal. Confira no G1 Zona da Mata!

ps.: Aí você lê isso e sabe que ganhou o dia, o mês e os 11 anos do Literatura de Mulherzinha!


Minha reação quando li:

 

Minha reação até agora: 

Reações:

2 comentários :

  1. Estava presente ontem no evento, e após um turbilhão de coisas consegui tirar foto e pegar autografo com a Carina, com certeza foi a realização de um sonho. Você arrasou com sua entrevista, falou muito bem, e consegui tirar muitas duvidas de nos leitores, e também muitas curiosidades, e agora e esperar chegar 2018 para a próxima bienal.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi, Lana!

      Ai que bom que você gostou!!! Devia ter falado comigo lá! Eu tinha um caminhão de perguntas para fazer pra Carina, tive que deixar um monte pra próxima Bienal kkkk

      Bacci!!!

      Excluir