sexta-feira, fevereiro 26, 2016

Ciao!

Hoje foi o livro que rendeu o filme O quarto de Jack que está ganhando prêmios na temporada. Brie Larson ganhou como melhor atriz no Golden Globes, no Critics' Choice Awards e se tornou um nome forte pro Oscar. O menininho Jacob Tremblay fez o discurso mais fofo do Critics' Choice Awards.



A Elis Miranda escreveu sobre o livro Quarto para o Codinome Leitora e gentilmente permitiu que eu republicasse aqui.




Quarto
Emma Donoghue
ISBN: 9788576861317
Ano: 2011 / Páginas: 350
Editora: Verus

Para Jack, um esperto menino de 5 anos, o quarto é o único mundo que conhece. É onde ele nasceu e cresceu, e onde vive com sua mãe, enquanto eles aprendem, leem, comem, dormem e brincam. À noite, sua mãe o fecha em segurança no guarda-roupa, onde ele deve estar dormindo quando o velho Nick vem visitá-la.
O quarto é a casa de Jack, mas, para sua mãe, é a prisão onde o velho Nick a mantém há sete anos. Com determinação, criatividade e um imenso amor maternal, a mãe criou ali uma vida para Jack. Mas ela sabe que isso não é suficiente, para nenhum dos dois. Então, ela elabora um ousado plano de fuga, que conta com a bravura de seu filho e com uma boa dose de sorte. O que ela não percebe, porém, é como está despreparada para fazer o plano funcionar.

Quando li a sinopse do livro, eu imediatamente quis o livro. A história é assustadora mas ao mesmo tempo cativante porque é feita a partir do ponto de vista de uma criança de cinco anos. Sua inocência naquela situação hedionda trás uma empatia e uma vontade de proteger todas as crianças do mundo. Também mostra como uma mãe pode amar seu filho independente da situação em que se encontre. Nunca desistiu, cuidou, educou, brincou com ele enquanto lutava o máximo que podia pela liberdade deles e quando a conseguiu, teve que enfrentar mais lutas e dificuldades.

Foi impossível não me apaixonar por Jack, não querer que sua vida com sua família fosse a mais feliz possível depois do sequestro.

Eu nem tinha tirado a roupa que fui trabalhar quando o peguei e comecei a ler. Foram 4 horas de leitura, me perdi no livro, cada página me puxando para ler a próxima, lágrimas e mais lágrimas. Mas valeu cada minuto. É preciso sim saber que coisas ruins acontecem, mas precisamos de esperança também, no final do livro o que mais ficou guardado no meu coração foi a força e a esperança dessa menina que virou mulher e mãe em condições hediondas mas soube ser a melhor mãe para Jack.

Hoje eu quero relê-lo. Sei que vou chorar de novo mas para mim o livro é irresistível.

****

Confira o trailer do filme:


Reações:

Um comentário :

  1. Oh, mas isso é um horror !!! Ela escondendo seu filhinho de seu pai próprio, porque esse tal homem deve ser pai desse menininho, engravidando essa menina após seqüestrá-la, mantendo-a em cativeiro nesse tal quarto !!! Eu imagino toda criatividade com muito carinho dessa menina para conseguir proteger seu filho inocente de todo esse horror e tratar de traçar um plano simples, com muita fé, para fugir com ele !!!

    ResponderExcluir