sábado, junho 13, 2015

Ciao!!!

Esta é uma promessa antiga: reler toda a série MacGregor e dar a cada livro o post que merece no Literatura de Mulherzinha (afinal de contas alguns já constam no Cap. 20). Ok, estou no passo da formiguinha com narcolepsia, mas estou lendo!
A ideia era reler/ler na ordem certa, mas aí meu lado geminiano mandou a lógica catar coquinho e estou relendo literalmente o que me dá vontade.
E esta pareceu uma escolha muito apropriada para o dia de Santo Antônio...

Instinto do Amor – Nora Roberts – Projetos Especiais Os MacGregor 6
(The MacGregor Brides – 1997 - Silhouette)
Personagens: Laura MacGregor e Royce Cameron; Gwen Blade e Branson Maguire; Julia MacGregor e Cullum Murdoch.

Laura era advogada; Gwen, médica e Julia trabalhava com compra, reforma e venda de imóveis. As três primas da família MacGregor moravam juntas, estavam construindo suas carreiras e suas vidas. E para desespero de Anna, claro, ainda não tinham maridos e bisnetos. Justamente para não deixar a esposa preocupada, como sempre, Daniel MacGregor intervém, colocando no caminho das três netas solteiras, três homens de boas origens e genética aprovada para realizar este sonho da matriarca da família. Este livro reúne as artimanhas do melhor Santo Antônio escocês literário, que não trabalha em vão quando se trata de levar os descendentes ao altar...

Comentários:

- Netas bem criadas, trabalhando a todo vapor para se estabelecerem nas carreiras que escolheram, vivendo como mulheres adultas e independentes. Laura, Gwendolyn e Julia viviam juntas desde a época da faculdade e permaneceram unidas depois de formadas. Para Daniel MacGregor, isso não interessava. O problema era que nenhuma delas estava namorando alguém digno de iniciar a nova geração de MacGregorzinhos. A situação chegou ao ponto tão crítico do patriarca achar que era momento de intervir, porque se as meninas não procuravam, alguém precisava fazer isso por elas. Sempre pelo bem de não deixar Anna preocupada, claro.

- No mais, temos os capítulos mais recentes desta saga deliciosa escrita pela Nora ainda nos tempos de Silhouette (sim, pena que ela não pode retomar, já sabemos disso, bla bla bla, então vamos curtir o que temos). Todo mundo – personagens e leitores – sabe o “modus operandi” de Daniel MacGregor: sempre escolhe para os herdeiros parceiros para uma vida inteira, geralmente, de famílias escocesas ou irlandesas. Sempre – muitas vezes, com a sutileza de um elefante dançando cancan numa loja de cristais venezianos –
providencia para que eles se encontrem e, a partir disso, espera, porque tem certeza do que vai acontecer.

- A primeira parte é a “intervenção” em Laura, a advogada, filha de Caine e Diana MacGregor. Ela está nos passos iniciais da carreira, atendendo aos primeiros casos. Um dia, que seria como outro qualquer, a neta mais velha foi surpreendida em casa, de pijama, cantando na cozinha por um homem mandado pelo seu avô. Royce Cameron era dono de uma empresa de segurança e foi enviado para instalar um sistema ultraseguro e moderno, tudo para Anna não ficar preocupada, como enfatizou Daniel. No entanto, há uma atração imediata que começa a caminhar bem até Laura desconfiar do avô (a cena dela indo à Hyannis Port esbravejar com o escocês e flagá-lo fazendo travessuras que irritariam a esposa é ótima) e desafiar o patriarca dizendo que terá com Royce apenas um caso tórrido. Só que mais MacGregors resolvem intervir (alguns pais entram em curto-circuito quando confrontados com a realidade de que a filha cresceu) – em altos brados como analisa Diana – e só mesmo o amor para evitar que tudo vá por água abaixo.

- Na segunda parte, o alvo da vez é Gwendolyn. Filha de Serena e Justin Blade, é a neta mais parecida com a avó, Anna, de quem herdou o temperamento lógico e o gosto pela cirurgia. Ela abriu caminho pelo próprio talento e trabalhava ainda na reta final de formação no Boston Memorial (a descrição das cenas de atendimento me lembrou taaaaaaaaaaaaaaanto de E.R. que deu até saudade). Ela foi surpreendida, no fim de um plantão, por um homem lindo esperando por ela. Ele se apresentou como Branson Maguire, escritor de romances policiais e que, por indicação de Daniel MacGregor, a procurou para fazer uma pesquisa para uma personagem da próxima história que estava escrevendo. Conversa vai, conversa vem, Branson decide que Gwen é perfeita para ele, só precisa convencê-la de que ele é perfeito para ela. Eis que inicia uma campanha de sedução aproveitando a tradição dos 12 dias de Natal, enviando a ela uma surpresa por dia. Só que as coisas complicam quando Gwen se depara com a intervenção do avó e fica chateada. Qual será o truque que o inteligente e charmoso Branson terá que tirar da cartola para convencer a parte racional de Gwen a aceitar o que o coração dela já sabia?

- Por fim, chega a vez de Julia, a “primeira filha”, herdeira de Alan e Shelby MacGregor. Ela comprava, reformava e vendia imóveis. Tinha um olho tão bom quanto o avô para estas questões. Agora estava cuidando da casa onde pretendia morar, pena que perdeu o empreiteiro de confiança, Michael Murdoch, para um resfriado e tinha que lidar com o filho cabeça-dura dele, Cullum. Os dois são igualmente teimosos, cabeçudos e cheios de opiniões sobre o que fazer da casa. No entanto, tanta teimosia disfarçava uma enorme atração e, claro que, mais cedo ou mais tarde, iria explodir da forma adequada... Como planejado pelo mestre-mor casamenteiro escocês e, desta vez, não está sozinho. Afinal de contas, com as outras netas já devidamente encaminhadas, ele pode se concentrar em Julia. E Cullum atendia a todos os requisitos para que viesse mais netos MacGregor fortes. Alheios a isso, os dois estavam confusos e não queriam complicações. O probleminha era perceber que já passaram deste estágio há muito tempo e que precisavam solucionar outros aspectos desta relação...

Série Os MacGregors (The MacGregors)
1. Jogo da Sedução - Playing the Odds (1985) – Serena MacGregor e Justin Blade 
2. Destino Tentador - Tempting Fate
 (1985) – Caine MacGregor e Diana Blade 
3. Orgulho e Paixão - All the Possibilities (1985) – Alan MacGregor e Shelby Campbell 
4. Encanto da Luz - One Man's Art (1985) – Genevieve Grandeau e Grant Campbell, 
5. Hoje e sempre - For Now, Forever (1987) – Anna Whitfield e Daniel MacGregor 
6. RebeldeRebellion (1988) – Serena MacGregor e Brigham Langston
7. Um mundo novo - In From the Cold (1990)
 – Allanna Flynn e Ian MacGregor 
8. Instinto do amor - The MacGregor Brides (1997) - Laura MacGregor e Royce Cameron, Gwen Blade e Branson Maguire e Julia MacGregor e Cullum Murdoch.
9. Beijos que conquistam - TheWinning Hand (1998) – Darcy Wallace e Robert MacGregor Blade 
10. Amor nunca é demais - The MacGregor Grooms (1998) – D.C., Duncan e Ian 
11. Um vizinho perfeito - The Perfect Neighbor
 (1999) – Cybil Campbell e Preston McQuinn


Bacci!!!

Beta
Reações:

2 comentários :

  1. Uma coleção de dez livros que eu tenho em minhas mãos, completíssima, mas que eu não comecei a saborear porque eu estou às voltas com um escocês maravilhoso. Porém eu pretendo ler cada exemplar e cada romance direitinho assim que tomar pé em minha lista de prioridade de leitura. Eu fiquei muito interessada nesse avô cupido, que traz noivos escoceses e irlandeses para suas netas muito queridas mui certeiramente !!!

    ResponderExcluir
  2. Esse livro e muito bom, toda série Mcgregor e divertida e romântica😍😍
    Essas autora e simplemente maravilhosa, ela tem o quarteto de noivas q tbém e ótimo.
    Obrigada pelo post.

    ResponderExcluir