terça-feira, abril 14, 2015

Ciao!!!





Olha a Marina Carvalho de novo no #LdM10anos do Literatura de Mulherzinha!
Neste mês, finalmente li “Azul da cor do mar” e também a Galera Record está lançando “Elena, a filha da princesa”. Ou seja, temos bons assuntos, né?
Por isso, Marina, mais uma vez, obrigada pela confiança e espero revê-la!
Agora, vamos ao que interessa, né?

*** Após os dois livros sobre Ana, como surgiu a vontade em contar a história de Elena?
Depois que acabei de escrever o segundo livro da série, senti a necessidade de dar um fechamento digno a ela, por meio de um terceiro livro. Então comecei a estudar as possibilidades e concluí que nada melhor do que eleger como protagonista a filha do casal que tanta felicidade me rendeu.

*** Como este processo foi semelhante e diferente em relação aos dois livros anteriores?
A semelhança está no hábito que cultivo de planejar toda a história antes de colocá-la no papel. Isso significa que só começo a escrever de verdade depois que traço os detalhes da trama, de modo que não me perca durante o caminho.
A grande diferença trata-se da maneira como desenvolvi o enredo. Dessa vez, segui a linha New Adult, o que representou um desafio e tanto para mim.

*** Comparando com "Simplesmente Ana", o quanto você evoluiu como escritora?
Penso que essa resposta quem tem que dar são meus leitores. (risos) É difícil analisar. De um livro para outro, sinto um avanço considerável, especialmente quanto à articulação das palavras dentro do texto. Hoje tenho mais segurança e domínio do processo. Mas não sei pontuar com exatidão onde foi que evoluí, embora esteja consciente dessa evolução. Eu sempre trabalho buscando aprimoramento. Se isso não ocorrer, acredito que ficarei estagnada.

*** "Elena, a filha da princesa" também marca uma nova fase na sua carreira, em uma nova editora, a Galera Record. Por favor, comente um pouco sobre como foi essa decisão.
Foi uma decisão natural. Por meio da minha agente, a Luciana Villas-Boas, comecei a receber novas propostas de publicação. A Galera Record me ofereceu tudo o que eu sempre busquei numa editora, portanto resolvi arriscar e, desde então, só tive alegrias.

*** A pergunta que não quer calar, Elena é tão fã do Bon Jovi como a mãe?
(Risos) Ah, não. Elena não curte o som deles, uma vez que pertence a outra geração.

*** Há expectativa de mais livros sobre o reino de Krósvia?
Não sou de descartar possibilidades, mas, neste momento, digo que o reino da Krósvia ficará agora nas nossas lembranças, porque novos projetos surgem e eu preciso me dedicar a eles.

*** E mudando de livro, já que neste Abril Imperdível, "Azul da cor do mar" chegou ao Literatura de Mulherzinha, aproveito para perguntar sobre "A menina dos olhos molhados". Será o seu próximo livro? O que você pode falar sobre ele?
Sim, ele é meu próximo livro. Ainda está sendo escrito, mas quase finalizado. Adianto que trata-se da versão masculina de "Azul da cor do mar", narrada por Bernardo Venturini. Tem sido um trabalho muito gostoso de realizar.

Para saber informações e ler o 1º capítulo de Elena, a filha da princesa visite o site da Galera Record.

Já estão no Literatura de Mulherzinha os outros livros da Série Ana, Simplesmente Ana e De repente, Ana. E, claro, vale a pena visitar o site oficial da Marina para mais informações.

Bacci!!!

Beta
Reações:

Um comentário :

  1. Ah, eu fiquei muito bem impressionada com esse método de escrita ! Primeiro planejar seu esquema de enredo e então escrever seguindo caminho pelas marcas lançadas para não perder pé em seu fio de meada. Muito interessante ! Mostrando consideração pelo trabalho próprio em primeiro lugar também, o que não deixaria de ser consideração por seu público. Eu fiquei instigada a ler seus três romances ...

    ResponderExcluir