sexta-feira, abril 04, 2014

Ciao!!!




Olhando as autoras que já tinha separado e as que eu estava prevendo para o Abril Imperdível dei falta da Lynne Graham. Brigando com ela ou não, é uma das que faz parte da história deste blog desde o início. Então recorri à pilha e saí de lá com a primeira parte de um duo de histórias.

Amor traído – Lynne Graham – Paixão 265 (A promessa de Volakis 1/2)
(The marriage betrayal – 2011 – Mills & Boon Modern Romance)
Personagens: Tally Spencer e Sander Volakis

Tally tinha sido incumbida pelo pai biológico de acompanhar a meia-irmã a uma festa em uma casa de campo na Inglaterra. Cosima estava envolvida com más companhias e o pai achava que Tally poderia ser uma influência positiva. No evento ficou comprovado que a garota estava fora de controle e que um dos convidados pulverizou qualquer juízo na cabeça de Tally. Magoada pela experiência, tentou retomar a vida normal, apenas para ter um multimilionário grego que não aceitava “não” no encalço dela.

Comentários:

- Esta é a primeira parte do duo A promessa de Volakis, que conta a tumultuada, mercurial (adorei esse adjetivo) e explosiva relação entre a filha bastarda de um poderoso ricaço grego, Tally Spencer, e o multimilionário egoísta e dominador Sander Volakis. Os dois se conhecem durante uma festa em uma casa de campo, onde ela é apresentada pela meia-irmã como uma secretária/assistente pessoal. No entanto, a irresponsável Cosima tinha vários planos para a festa e o conceito de diversão dela era bem diferente da maioria das pessoas. Por causa disso, ela colocou a vida de Tally em risco.

- Ao mesmo tempo, Tally estava se sentindo atraída por um dos convidados – Sander Volakis – que também ficou interessado nela. Óbvio que ele não percebeu que se tratava de uma jovem inocente e com regras morais definidas (afinal de contas, nada ensina melhor do que ser a filha bastarda indesejada, apenas o peão na briga entre a mãe sanguessuga e o pai de família tradicional que a repudia). Lógico que acontece o que todas vocês que já leram Lynne Graham sabe que vai acontecer, então ok, não estou dando spoiler aqui.

- A partir daí, é uma série de ação-consequência-reação-nova consequência e tudo se mistura de tal forma que você já sabe quem vai acabar com o coração partido em caquinhos. Afinal de contas, temos Tally brincando com fogo – e óbvio que vai chamuscar. Temos um milionário grego egoísta, o que significa que tudo tem que ser do jeito dele ou nada feito. E quando as coisas escapam do controle – porque óbvio, vão escapar – temos o tradicional festival da desconfiança dele contrabalançando a capacidade dela de ter fé e lutar pelos dois. Mas tem horas que a paciência acaba. Sinceramente, ele não me cativou nem um pouco. Apesar de saber como é não ser o filho preferido de um casal, em nenhum momento Sander se colocou no lugar de Tally, tentou ver as coisas pelo ponto de vista dela (quando ele fez isso, foi supor e julgar que o ponto de vista dela era laçar um partido tão importante como ele. Sim, o ego dele alimenta este tipo de raciocínio ¬¬). Achei que a história se deteve na parte intermediária por muito tempo e considerei rápido o desfecho deste livro (mesmo me dando conta de que há a parte 2). Mas para quem ama Lynne Graham é um bom livro dela, com todos os elementos que motivam a nossa reação ame-ou-odeie-mas-continue-lendo.

Duo “A promessa de Volakis”
1 – Amor traído – Paixão 265
2 – Noiva de verdade – Paixão 267


Bacci!!!


Beta
Reações:

Um comentário :

  1. Uma história com um começo interessante, com uma heroína que não precisa de inimigos tendo uma mãe, uma meia-irmã, um pai assim. Mas óbvio ter como entortar ainda mais, com um pretendente dominador e egoísta para infernizar ... ^^ Sina !!!

    ResponderExcluir