domingo, maio 27, 2012

Ciao!!!



Fotos das duas capas retiradas do Romances in Pink

Como disse no texto sobre os Lançamentos de Maio, a Harlequin Brasil leu nossas mentes... ou pelo menos o nosso Facebook. A Tonks havia me indicado Escândalo poucas semanas antes, com a ressalva de que era um daqueles livros difíceis de achar... Já estava fazendo planos e pesquisas... Aí chegou Maio e, com ele, o relançamento – para mim, inédito - da tia Candace Camp (aniversariante do mês).
Sim, e era realmente prioridade máxima: óia ele aqui!!! :D

Escândalo - Candace Camp – Rainhas do Romance Histórico 13
(Suddenly – 1996 - MIRA)
Personagens: Charity Emerson e Simon Westport, conde de Dure

Charity só queria evitar drama – por isso, deixou as convenções de lado e procurou o provável futuro noivo de sua irmã para se oferecer para assumir o lugar dela. Simon ficou tão surpreso e encantado com a audácia que aceitou a troca. Essa decisão trouxe uma série de consequências inesperadas para o que era para ser apenas um casamento normal na sociedade inglesa. Charity começou a receber recados anônimos de que estaria correndo perigo se levasse o noivado adiante. E como ela decide ignorar os avisos e acreditar no noivo, as coisas vão piorar...

Comentários:

- Temos Candace brincando com o que sabe: casal que vai superar uma série de intrigas – até letais – para ficar junto. Apesar do início totalmente incomum: a futura noiva se ofereceu ao noivo para o casamento (sim, ela leva a sério a música “Quem sabe faz a hora, não espera acontecer.”). Simon era viúvo e tudo indicava que pediria a mão da mais velha das meninas Emerson. Só que Serena não queria ser condessa, viver em festas e ditar moda. Ela era apaixonada por um vigário pobre do interior e queria levar uma vida simples, dedicada ao próximo e às obras sociais (#madrehooligan ainda não leu, mas posso imaginar o que ela dirá ao ler esta meta de vida tão abnegada kkk). Enfim, sabendo disso, Charity foi à casa de Simon, o Conde Dure, e disse “quero que você se case comigo” (ou algo do gênero). Primeiro ele achou que era traquinagem da garota, segundo ele pensou que era bem mais velho que ela, e algum momento depois, a sandice se tornou uma ideia muito boa (com direito a comprovação científica, ditada pela impulsividade, da compatibilidade deles) para um casamento de negócios (vida boa, muito boa para ela e um herdeiro para ele). Por isso, ele a aceita como noiva.

- A partir daí, temos, em paralelo, a construção do relacionamento deles (seria um casamento por negócios, mas algumas faíscas entre eles eram fortes demais para serem ignoradas), o fato de Charity despertar um Simon totalmente desconhecido e inesperado e de ela se sentir à vontade com ele para fazer qualquer coisa (inclusive as, digamos, socialmente inaceitáveis para uma dama). Uma história com humor, com charme, com reviravoltas e personagens bem construídos: ou seja, etiqueta 100% Candace Camp.

- Temos um herói que tem a fama de ser o Conde Duro, sem sentimentos, viúvo e que lucrou com a morte do irmão, disposto ao casamento por conveniência. No entanto, Charity consegue desarmar a dureza, ao simplesmente confiar e acreditar nele. Tamanha devoção – com motivos totalmente lógicos (Charity consegue ser incrivelmente racional para uma personagem tão jovem) - a torna uma heroína digna de apoio de quem lê. E o Simon? Gente, se tivesse um daqueles dando sopa por aí, depois de ler o livro, você também se ofereceria para cama e mesa, carruagem, biblioteca escura, debaixo da escada, meu Iaiá meu ioiô.

- No meio do caminho, óbvio, não tinha uma pedra. Mas algumas pessoas estão interessadas em que este casamento não aconteça e resolveram agir. Tentam minar a confiança, criar discórdia entre eles. Como não funciona, a solução é transformá-los em assunto de um escândalo. E isso não será tão fácil. Apenas uma diferença – quem lê tem mais informações que os protagonistas. A gente sabe quem quer mal a eles. Eles não. Isso aumenta a nossa angústia (confesso que se tivesse lendo em casa, teria me esgoelado em algumas cenas... Mas como foi a leitura “dos pontos de ônibus” da semana, não dá, né? Tenho que manter a compostura). Morais da história: a inveja é uma #$%&*#$, não há amor sem confiança e, sim, o amor pode bater à sua porta ou invadir a sua casa, quando é necessário kkk Enfim, vai ficar na prateleira especial, sempre ao alcance para quando eu quiser ler de novo (depois que for devolvido do confisco por #madrehooligan, lógico, que estava lendo O Clube da Bússola e mesmo assim esticou o pescoço quando comecei a ler. Esta é a minha vida: a traça mãe tem vários livros na mão e cisma com o que EU estou lendo...)

- Linkitos: pode ler mais sobre ele no Goodreads, (atenção: no site oficial da autora não há informações sobre ele, mas vale a visita) e se quiser ler outros livros da Candace, veja o que já tem no Literatura de Mulherzinha. E, como disse sempre relacionado ao livro, a culpa desta leitura é da Tonks. Se quiser ler o que ela achou, visite o Romances in Pink.

Bacci!!!

Beta

ps.: Só eu me recordei de Orgulho e Preconceito vendo a dinâmica entre as irmãs Emerson, o pai mais calmo e a mãe dominadora, seguidora das regras sociais (ok, a Sra. Bennett era uma tagarela, ao contrário de Caroline, que dá uma aula de como tratar uma bisbilhoteira sem descer do salto e da elegância esperada de uma dama kkk)

ps.: E como só Deus sabe porque um livro originalmente chamado Suddenly (De Repente) vira Escândalo em Português, a trama me lembrou uma música que eu adoro...

Reações:

4 comentários :

  1. Beta, eu simplesmente amei sua resenha! Parabéns! :)


    Eu estou louca para ler Escândalo há algum tempo (eu prefiro o título em português. Chama mais a atenção.rsrs...) e quando soube do relançamento fiquei mais do que desesperada para ter esse livro na minha casa. O encontrei no dia do aniversário da Candace Camp!

    Tenho que ler vários livrinhos antes desse. Livrinhos que também são prioridade e tenho certeza de que são especiais, mas lerei esse livro em breve com certeza! Eu sou louca pelos livros da Candace! Ela é uma das minhas autoras mais amadas!


    Bjs!

    ResponderExcluir
  2. Que resenha maravilhosa! Fez juz ao livro. rsrsr

    Tenho carinho especial com esse livrinho. Tenho a versão de livraria que não dou, não troco, não vendo e muito menos empresto. kkkkk

    bjokas

    ResponderExcluir
  3. Candace Camp pegando meu pezinho de novo ! Eu adorei esse herói e essa heroína. Parece ser muito bom mesmo !

    ResponderExcluir
  4. Eu ameei a resenha, quero muito ler o livro, mas todas as resenhas de livros que eu acho para ler com esse nome e a capa da mulher de vestido vermelho, fala sobre a história de Priscilla e Jhon.... =/
    Se alguem souber onde eu encontro esse livro eu ficaria feliz.

    beijos!
    Obrigado!

    ResponderExcluir