sábado, março 10, 2012

Ciao!!!




É a segunda história do livro Promessa & Sedução, que já teve o livro Em nome da honra, de Lucy Monroe resenhado no Literatura de Mulherzinha. Merecia um post à parte, como vocês verão, não é uma história fácil de ler...

Estranha Tormenta – Maggie Cox – Jessica 2 Histórias 164
(The Brooding Stranger – 2011 – Mills & Boon Modern Romance)
Personagens: Karen Ford e Gray O’ Connell

Karen havia se refugiado no interior da Irlanda, para fugir da piedade alheia e viver a própria dor. Um dia, durante uma caminhada pela floresta, se assustou com um homem e o cachorro que cruzaram seu caminho. Este encontro trouxe a ela o inesperado: primeiro ele a assustou, depois ele a quis longe e, por fim, ele a quis. Só que Gary também tinha uma grande cota de sofrimento para expiar. E nenhum deles sabia se conseguiria fazer algo sobreviver à dor...

Comentários:

- Não é uma história fácil de ler, como antecipei, porque mergulha na dor de duas pessoas. E dor – seja por motivos de saúde ou emocionais – não é algo que ninguém queira na sua rotina (exceto o Reyes, da série Senhores do Mundo Subterrâneo, mas são outros quinhentos, né?). Voltando ao que interessa, a trágica e bela Karen Ford não estava suportando a dor da perda do marido e nem a piedade de amigos e parentes (e a falta de apoio de alguns também). Ela queria sossego para viver a dor, lidar com ela e, talvez, superá-la (embora ainda não pensasse em chegar tão cedo neste nível). Mas a bolha em que vivia foi invadida durante uma caminhada pela floresta onde encontrou o “lobo mau” acompanhado de um cachorro gigante.

- Gray tinha vencido na vida, conseguindo dinheiro e fortuna. Mas não tinha sido suficiente para manter uma relação com o pai dele, que preferia que Gray tivesse morado na fazenda e cuidado da propriedade da família – sem modernizá-la. Paddy morreu e Gray não sabia como lidar com aquele monte de “e se?” e “verbos no tempo condicional” que se mudam de mala e cuia para a mente de quem está passando por este momento. Em alguns casos, com o agravante do remorso. Gray tinha se trancado em uma casa da família, se recusando a conviver e a socializar. Só que ele está em uma pequena comunidade na Irlanda, onde todos sabem o que acontecem com todos e se preocupam. Até que ele encontrou “chapeuzinho vermelho” perdida na floresta.

- Então temos estas duas pessoas perdidas em sua dor que se chocam ao descobrir uma a outra. Há uma grande atração entre eles que os confunde ainda mais. Por isso, eles se atraem e se machucam, sofrem com ciúmes não admitidos e uma possessividade inexplicável até para eles mesmos. Como eu disse, é uma jornada rumo ao retorno da luz para ambos. Por isso que eu disse que não é um livro fácil. Afinal de contas, poucos foram abençoados com vida sem momentos de estar sentado no fundo do poço se perguntando como (ou, pior, sem vontade de) sair de lá. Ou seja, você sabe como não se resolve por milagre.

- Links: Páginas da Fantastic Fiction da Maggie Cox e do livro. E no site da Harlequin e da Mills & Boon.

Bacci!!!

Beta

ps.: É cisma minha ou o moço da capa é inspirado nesse moço aqui...
Reações:

5 comentários :

  1. Oi, querida. Tudo bem?
    Amei a história, vou procurar correndo (:

    Ah, queria avisar que meu antigo blog foi raqueado (livrospelacasa), entre outras coisas, por esse motivo, fiz um novo, espero que goste dele também, assim como gostava do antigo.

    Novo: http://marinahgattuso.blogspot.com/

    Muitas novidades a caminho.

    Beijos,
    Marinah Gattuso

    ResponderExcluir
  2. Eu tenho esse livro aqui. Agora fiquei com receio de não ser muito meu estilo..... acho que só lendo pra saber, né?! =/

    ResponderExcluir
  3. Oi, Beta!

    Bem, esse não é um livro "facinho" de ler. Os herois são muito confusos, estão muito perdidos e aí a gente fica perdido também.

    Para quem gosta de drama psicológico, é uma boa pedida.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Cisma devido a algum jogo de luz bandida: aquele modelo de capa não tem semelhança com Ralph Fiennes mesmo sendo boazinha ao observar, sob qualquer e todo ângulo.

    ResponderExcluir
  5. Oi,
    Acabo de comprar esse livro; será q terei paciência p lê-lo?
    Vou tentar...
    Nania

    ResponderExcluir