domingo, setembro 18, 2011



Capa original retirada do Nora Roberts BR

Hora de fazer as pazes com o passado. É um dos milhões de livros da Nora Roberts que eu ainda não li (já que eu pisco e ela lança outros zilhões achando que tem petróleo jorrando na minha casa e que minha vida é ler o que ela escreve...), por isso graças a Andrea ele veio parar no Literatura de Mulherzinha.

Concerto Inacabado – Nora Roberts – BestBolso Harlequin Books
(Unifinished bussiness – 1992)
Personagens: Vanessa Sexton e Brady Tucker

Doze anos depois, Vanessa estava de volta à sua cidade natal, Hyattown, de onde partira ainda adolescente com o pai para se tornar uma musicista renomada e conceituada. Agora, em uma fase em que não conseguia se decidir sobreo próximo passo, achou melhor retornar para resolver pendências do passado. Além de se entender com a mãe, que era uma estranha, queria e temia se reencontrar com Brady, o primeiro amor que ela não esquecera.

Comentários:

- Vanessa estava de volta, esgotada da vida que levava nos últimos anos: gravações e apresentações, fazendo de conta que não era pressionada pelo alto nível de exigência do pai, que queria ter sido o que a forçou a ser: uma famosa musicista clássica. Agora ele estava morto e ela, desorientada. Por isso, retornou à cidade natal, nos Estados Unidos, onde a mãe ainda vivia. No início, Vanessa ainda estava meio sem entender por que fizera isso num impulso. Não demorou muito para perceber que não poderia continuar sem entender por que a mãe não lutara por ela ou, ao menos, não tentara se comunicar e sem superar o rancor de ter sido abandonada por Brady, o primeiro amor, na noite mais importante da sua vida (não precisa de muito esforço de quem está lendo para matar a charada. Só precisa de tempo para que Vanessa compreenda e aceite o que aconteceu.). A partir daí, ela precisa definir como irá retomar a vida e se irá permitir que as pessoas participem das suas vidas e vice-versa.

- É um dos estilos de livro que a Nora Roberts escreve com maestria: pessoas que estão, de alguma forma, com a vida estagnada e que precisam de um empurrão – um reencontro ou um encontro - para retomá-la. Uma história bem sessão da tarde, para relaxar.

- Eu não sabia, mas este livro é uma republicação. Para outras informações, recomendo o Nora Roberts Brasil. A autora tem site oficial, divirtam-se e espero que não se percam lá! kkk E há uma menção aos personagens do Reino de Cordina, outra série já escrita e lançada por Nora Roberts & sua senzala de escritores fast-food...

Bacci!!!

Beta
Reações:

3 comentários :

  1. Oi, Beta!

    Bem, minha relação com a Nora Roberts e com a Diana Palmer é mais ou menos a menos a mesma: de amor e ódio.

    Tenho a convicção de que ela mantém "ghost writers" aprisionados num porão e à base de chicotadas para dar prudução! E dos mais diversos estilos! Já notou como ela tem livro prá tudo?

    Mas acho que esse livro em especial foi escrito por ela mesma, antes de virar feitora de escritores-escravos.

    E daí vem o seu diferencial: é Nora Roberts em seu mais puro talento, aquele que esmiuça os conflitos internos, que coloca prá fora aquilo que estava escondido, revela os personagens prá gente.

    Por isso, acho que esse aí vale a pena.

    Beijos!

    ResponderExcluir
  2. Eu não sei se Nora Roberts tem escritores fantasmas em seu porão ou em seu sótão, mas acredito que ela tenha uma fome desvairada por escrever suas histórias pelo menos para poder produzir tanto assim !

    ResponderExcluir
  3. Não li ainda esta obra da minha querida e amada Nora Roberts. Bjs, Rose.

    ResponderExcluir