sábado, junho 04, 2011



Demorou – pouco mais de 1 ano – mas finalmente consegui cumprir o pedido de uma leitora do LdM. A Patrícia pediu no Ladies & Gentlemen Choices que eu lesse um livro da série diários do Lago. Ela disse que era uma série maravilhosa, cada livro melhor que o outro – resumindo na forma como ela encerrou a sugestão: “São livros imperdíveis =)” Na época era uma trilogia. Agora já são sete. E eu comecei pelo último...

Refúgio de Verão – Susan Wiggs – Harlequin Romance (Diários do Lago - livro 7)
(The Summer Hideaway - 2010)
Personagens: Claire Turner, Ross Bellamy e George Bellamy

George Bellamy sabia que tinha pouco tempo de vida e queria resolver algumas coisas para não deixar nada que o prendesse. Para isso, retornou ao local que marcou a adolescência dele e foi em busca de um reencontro com o irmão, a quem não via há mais de 50 anos. O fato de ter viajado com uma mulher estranha deixou a família alarmada. A solução foi pedir a Ross, o neto mais próximo, que fosse atrás e o fizesse recuperar a razão. Só que Ross também vinha de uma situação limite e estava confuso com tantas coisas que estavam acontecendo ao mesmo tempo. E Claire poderia ser uma grande fonte de ajuda ou um grande problema. Ela também sabia disso e queria tomar uma decisão para a própria vida – mas exigiria uma coragem e determinação para parar de fugir... Nestas três histórias que se cruzam um ciclo está chegando ao fim. Mas eles estariam preparados para o futuro, que era tão próximo...?

Comentários:

- Pois é, não deu para ler no ano passado – quando a Patrícia pediu, mas ainda bem que consegui ler. Nem vou reclamar de ter lido o lançamento mais recente, porque compreendi que é possível lê-los de forma individual, sem comprometer a história geral.

- No fundo, é uma história sobre escolhas. A escolha de Claire em fugir para permanecer viva. A escolha de George em fazer várias coisas antes de morrer. A escolha de Ross em largar o Exército e voltar para casa para ficar ao lado do avô e a dificuldade em aceitar o inevitável. Tudo isso no acampamento Kioga, em Avalon, onde George precisava refazer os laços do passado, com o irmão, com quem não conversava há décadas. A autora apresenta em paralelo os fatos da juventude de George no local e o desenrolar das atitudes dele agora, em especial, tentando arrumar uma companhia para o neto mais próximo. Ross tinha perdido o pai na Guerra do Golfo e enviado pela mãe para um colégio interno na Suíça. O avô era a pessoa a quem ele mais amava (e a intensidade do sentimento entre eles é linda de se acompanhar – me fez sentir falta da minha avó materna, que foi a única com quem convivi, ela morreu quando eu era pequena) e lidar com a iminente perda dele é muito difícil para o rapaz que acabou de voltar da guerra (onde viu o pior do mundo). Claire não tinha passado – sonhava com coisas que não teria, como uma família, raízes e paz. Só que estava sob uma ameaça constante e fugir era mais fácil que enfrentar. Só que ela não poderia fugir para sempre.

- É um livro delicado e forte. Trata de temas que não são fáceis: o que você faria se soubesse que iria morrer? Como lidar com o fato de que irá se separar de pessoas que ama? Deu pra notar que me identifiquei muito com o estado de espírito de Ross ao longo do livro, porque - por mais que pense estar preparado, nunca se está pronto para lidar com isso. O que fazer com o tempo que resta? A vida de George foi plena de aventuras (ele era jornalista e os motivos que o levaram a escolha da profissão são muito legais. Não fui a única que segui esse caminho por causa de algum super-herói), alegrias, de vitórias e de tristezas e perdas – mas ele ainda quer aproveitar para recuperar algo que se rompeu no caminho. Claire só queria sossego. Para isso, teria que lutar – sabendo que a derrota seria fatal. Enfim, recomendo a leitura. Além de se divertir com as descobertas de todos eles, você ainda terá motivo para refletir nesta vida que levamos cada vez mais caótica.

- Outras informações sobre a série Diários do Lago (Lakeshore Chronicles Series) podem ser encontradas no site oficial da Susan Wiggs, é muito simples de visitar. E tem muita coisa para ver (eu não consegui mexer nem em 10%). Indo ao que interessa: neste link, há para baixar a lista de livros com capa ou sem capa, organizadas por series, saber de grupos de leitores e até descobrir traduções em outras línguas. Outro caminho para pegar a lista completa, recomendo o Fantastic Fiction. E em Português, a Harlequin fez um hotsite sobre a série – é deitar e rolar! Além disso, Susan Wiggs tem twitter.

- E Susan Wiggs já apareceu no Literatura de Mulherzinha com um livro que é um clássico e que se encontrar agarre e compre, porque eta livro difícil: Uma Escola de Charme (vale uma visita, mesmo quem já o leu, porque dei uma turbinada nele XD) e depois deste livro, podem apostar, farei o possível para encontrá-la novamente várias vezes.

Bacci!!!

Beta
Reações:

3 comentários :

  1. Li o livreto promocional que a editora me mandou e adorei, mas também não li nada completo desta série. bjs, rose:D

    ResponderExcluir
  2. Um tema delicado afinal, sob qualquer ângulo.

    ResponderExcluir
  3. Realmente é um tema muito delicado. Digo isso por experiência própria. A questão: ": o que você faria se soubesse que iria morrer?" já foi explorada em vários meios, e sempre nos emocionamos com a situação, não tem jeito. 7 livros? Nossa! Não conhecia essa série, mas por esse 7º livro me pareceu interessante.

    ResponderExcluir