sexta-feira, abril 08, 2011


Este livro foi um dos presentes de amigo oculto de 2010 da comunidade “Adoro Romances” do Orkut, que a Érika gentilmente me enviou. Nada como um livro histórico para relaxar e escapar após uma maratona de leituras de contemporâneos. E esta autora sempre consegue boas recomendações, portanto, vamos a mais um livro de Dona Candace no LdM!

Conquista – Candace Camp – Rainhas do Romance Histórico 22
(An Independent Woman – 2006 – HQN Books)
Personagens: Juliana Holcott e Nicholas Barre

Na infância, Juliana e Nicholas tinham sido os enjeitados em Lychwood Hall. O garoto que perdeu toda a família e era tratado como lixo pelos donos da casa. A menina que perdera o pai e fora abrigada por parentes da mãe no local. No entanto, na adolescência, Nicholas fugiu da casa e Juliana ficou para trás torcendo para que ele, um dia, voltasse. Anos depois, o pedido se realizou: após a morte da mãe, ela trabalhava como dama de companhia, quando Nicholas ressurgiu, já herdeiro da fortuna e do mesmo lugar onde fora maltratado e do qual fugira. E a reconhecera! Para surpresa de Juliana, ele lhe propôs um casamento platônico, que daria a ela tudo que sempre quis ter e a proteção e cuidado que merecia – exceto que amor está fora dos planos...

Comentários:

- Acho que este foi o livro mais plácido que li de Candace Camp. Os outros eram mais intensos. Este é mais “morno”: a história se desenvolve em um ritmo mais lento – no compasso da reaproximação de Juliana e Nicholas. Eles não são os mesmos de tantos anos antes, quando começaram a conviver. Juliana continuava uma “serviçal” e ele tinha, apesar da fama de ovelha negra, ascendido socialmente como o herdeiro dos Barre. E apesar de outras jovens de “estirpe” se atirando nele (dinheiro atrai como mel), Nicholas quis retomar o contato com a antiga amiga.

- As circunstâncias os aproximam e fazem Nicholas propor o casamento platônico – por saber que ela o compreenderia e que ele queria protegê-la. Claro que Juliana aceita. E a partir disso, a relação se agrava, pela atração entre eles (que cada um tenta ignorar porque não atendia aos planos acordados pelos dois) e por um crime, que coloca ambos como suspeitos e a vida deles em risco. Mesmo com a tensão e com o risco de investigarem as causas do assassinato, é bonitinho ver ambos se aproximando e se apaixonando...

- As patroas de Juliana são umas malas. Os familiares de Nicholas são monstros, em diferentes maneiras. Sendo que o tio dele, que aparece na parte inicial do livro e é mencionado sempre, é uma praga. O cara, mesmo depois de morto, não perde o posto de grande vilão da trama – suas ações desencadeiam uma série de conseqüências graves, que ainda acontecem tanto tempo depois.

- E só lembrando, este livro tem uma ligação com outro de Dona Candace – que já está no Literatura de Mulherzinha: Relação Perigosa. Em Conquista, nós conhecemos lady Eleanor Scarbrough, já casada com Edward e prestes a partir para a viagem à Itália, cujos desdobramentos conheceremos no livro dela.

Bacci!!!

Beta
Reações:

4 comentários :

  1. Estou com esse livro aqui em casa! Gostei da história, acho que vou le-lo em breve.

    No momento estou lendo outro da Candace Camp... mas eu esqueci o nome hauahauhuah
    Sei que a personagem principal se chama Irene e que o mocinho se chama Gideon, mas o nome... =s

    Essa história que tem trama paralela ao livro também nunca li. Mas parece ser legal também =D

    teh mais

    ResponderExcluir
  2. Estou descobrindo os livros históricos por esses dias, sempre fui mais puxa saco dos contemporâneos...
    Também nunca lí nada da Candace Camp! Vai ver essa é uma ótima chance ;D

    :*

    ResponderExcluir
  3. Adoro a Candace Camp!!!! Simplesmente sou apaixonada por ela!

    Esse livro é dos mais calminhos mesmo, mas ainda assim é uma linda história, bem escrita e dá prazer em ler.

    Beijo!

    ResponderExcluir
  4. Não gosto de Romances Históricos mas amo gregos e shaikes

    ResponderExcluir