domingo, fevereiro 27, 2011


Sheik playboy está em contagem regressiva para assumir o trono – e levar uma vida séria e regrada daí pra frente. Portanto, acha que merece uma última semana de liberdade. Só que aí as coisas podem mudar. Este é o ponto de partida desta história...

Entre a lei e o desejo – Susan Stephens – Modern Sexcy 37
(Ruling sheikh, unruly mistress - 2010 – Mills & Boon Modern Heat)
Personagens: Lucy Tennant e shei Razi al Maktabi

Era a “saideira” da vida de playboy conquistador e amante das mulheres, da velocidade e de esportes
radicais. O sheik Razi al Maktabi viajou para um chalé com seus três amigos milionários para esta despedida: uma viagem apenas de homens, para praticar esqui, conquistar algumas garotas. Depois disso, ele estaria preparado para assumir o Trono de Fênix e dedicar-se à governar a Ilha de Sinnebar. No entanto, a funcionária destacada para atende-los chamava demais a atenção, especialmente, porque esta não era a intenção dela... Lucy era tímida e recatada, sonhava com o príncipe encantado, e acabou se rendendo ao charme do sheik. A tal ponto de ir atrás dele porque considerava que ele merecia saber a verdade... para descobrir que era ela quem não sabia de nada...

Comentários:

- Lucy vivia à espera do príncipe encantado, com complexo de patinho feio (a tímida que gostava de ficar nas sombras, sem ser notada) – pode ficar tranqüila que isso será mencionado várias vezes e com pistas descaradas. Ela não tinha o perfil chamativo de quem deveria ter sido modelo – era uma pessoa normal, eficiente no que fazia. Mesmo assim, chamou a atenção do poderoso milionário a quem deveria servir durante a permanência no hotel – e não pôde resistir ao charme e aos esforços dele para seduzi-la. Por isso, quando foi necessário ir atrás dele após ambos se separarem de uma forma um tanto brusca (culpa dele, que partiu e deixou um emissário encarregad do adeus) e ela pensou estar indo conversar com um milionário e descobriu que tinha sido a última diversão de um sheik playboy.

- Achei que o livro estendeu a DR (discussão da relação) por tempo demais. Se fosse um conto, talvez, teria mais impacto. Como é um livro, ficou parecendo interminável, naquele estilo de “ah, meu filho, conta logo a verdade, casa com ela e tenham filhinhos moderninhos pra comandar o reino!”

Bacci!!!

Beta
Reações:

5 comentários :

  1. O livro pode ter sido enrolado, mas a resenha ficou divertida.. rsrs
    Bjkas!

    ResponderExcluir
  2. kkkk adorei a resenha xD

    Não gostei muito da história, sei lá, to meio desanimada com mocinhas com complexo de inferioridade =P

    teh mais

    ResponderExcluir
  3. kkkk adorei a resenha... já o livro, vai pro fim da fila kkkkkkkk

    ResponderExcluir
  4. Este comentário foi removido pelo autor.

    ResponderExcluir
  5. Ser última aventura de um homem ?! Oh, não, muito obrigada, mas eu tenho limite para fazer-me passar raiva com um livro, porém grata pela sugestão de leitura !

    ResponderExcluir