sábado, julho 03, 2010

Pois é, Roberta vê livro escrito MARIDOS ITALIANOS e é incapaz de enxergar qualquer outro ponto. Nem sempre isso funciona (e quando estou de péssimo humor então... a chance de dar certo não é a melhor).

Sonhos Realizados – Sharon Kendrick – Paixão 130 (Maridos Italianos)
(Sicilian Husband, unexpected baby – 2008 – Mills & Boon Modern)
Personagens: Emma Shreve e Vincenzo Cardini

Emma e Vincenzo se reencontraram quando ela apareceu querendo o divórcio. No entanto o marido ausen-te/distante siciliano ainda queria mostrar que tinha controle sobre a esposa. E a situação de Emma piora quando Vincenzo descobre que, contra todas as expectativas, eles tiveram um filho. Agora é que ela não teria a menor chance de conseguir a liberdade, teria que voltar para a Sicília e assumir o papel de esposa, amante e mãe do herdeiro e sem reclamar! A pergunta que fica no ar é até quando ela agüentaria uma situ-ação que rumava para o insustentável...

Comentários:

- Marido siciliano de novo? Sério!? Dá para alguém lembrar às autoras e à Harlequin que existem outras regiões na Itália? Se quer riqueza, vá para o norte. Tradição, beleza e história, pare na Toscana (Florença! Florença! Florença!) ou em Roma. Teimosia de grife: Nápoles (e para as entendidas em futebol, é a terra natal da família Cannavaro – sim, são dois: Fabio, o mais velho e mais conhecido e Paolo, o caçula). Com uma bota tão grande por que as autoras cismam quase que obsessivamente com sicilianos?

- Aliás, acho que esse grude com o estereótipo (teimoso, arrogante, rico, defensor da família e prepotente) atrapalhou a minha leitura e meu julgamento, porque eu li o livro e fiquei me perguntando a que ele veio. Emma queria o divórcio, mas não era para se casar com outra pessoa nem por dinheiro (então era para proteger o filho, para que o marido não soubesse que ele existia). Ele não a queria deixar ir e você passa por um bom tempo sem entender (lá pelas tantas, você vê que é por possessividade: ela é dele. Os outros não podem tocá-la. Nem sombra da palavra amor, muito menos, do que ela significa). Eles não se entende-ram antes simplesmente porque não falavam um com o outro. Aí quando ela soube que tinha problema para engravidar, foi rechaçada pelo marido (belo apoio *irritada* Ele deveria tê-la ajudado. São raras as mulheres que recebem esta notícia e ficam felizes. A maioria, onde Emma se incluía, sente que o mundo desabou e que não tem como sair de algo tão ruim). E o mesmo marido que a desprezara ficou irritado ou ofendido quando ela o abandonou (afinal de contas, a garota fez apenas o que ele mandou – foi embora, oras!)

- Enfim, costumo gostar das tramas de Sharon Kendrick, mas não consegui me entender com este livro... Leiam e me deixem suas opiniões.

Bacci!

Beta
Reações:

4 comentários :

  1. Oii! Amei o blog *.* Parabéns!

    ResponderExcluir
  2. Beta, pelo que eu tenho visto parece que os tempos bons da Sharon Kendrick estão acabando e os mocinhos dela estão cada vez piores... Será que ela tem jeito? Parece que os melhores livros dela são de muitos anos atrás.

    ResponderExcluir
  3. Brunas F

    Que bom que gostou! Volte e comente sempre em outros posts. Tem de tudo por aí, garimpe à vontade!!!

    Bacci!!!

    ResponderExcluir
  4. Renan

    Estou temendo a mesma coisa. Os últimos livros que li nem pareciam que eram dela. Todos irritantes e com aquela historinha mala de sempre. Fico com pena, ela tinha um jeito muito legal de escrever...

    Bacci!!!

    ResponderExcluir