domingo, agosto 06, 2006


Quem acompanha os posts do LITERATURA DE MULHERZINHA, já conhece a minha relação de amor-e-ódio com os livros da autora Lynne Graham. Primeiro, para quem caiu de pára-quedas aqui hoje, um pequeno histórico da autora.

LYNNE GRAHAM nasceu na Irlanda do Norte e foi leitora assídua dos livros da Mills & Boon desde a adolescência. É muito feliz em seu casamento com um marido compreensivo que apreendeu a cozinhar quando ela começou a escrever! Seus cinco filhos a mantêm sempre ativa. Quando tem uma folga em suas ocupações, Lynne dedica-se a jardinagem.

Pois bem, essa autora tem uma trama-base - algumas leitoras - inclusive as mais fanáticas - reconhecem que a história é sempre a mesma. Por isso, aqui estão as 13 dicas para você escrever um livro no estilo de Lynne Graham.

1 - Mocinha inocente e pura sempre é pré-julgada e condenada por algo que não fez.
Algumas fazem a bobagem por conta própria. Outras são vítimas de maquinações das rivais. E tem pior, as que são usadas pelos próprios parentes interesseiros.De qualquer forma, o mocinho sempre acha que ela é a culpada de algo muito horrível, que causou grandes danos ao ego e orgulho dele.

2 - O mocinho sempre é muito, muito, muito rico.
Milionário, Bilionário, Trilhardário. O herói sempre é o "empresário mais rico de todos" de qualquer área: banqueiro, construção, navegador...

3 - O mocinho sempre acha que a mocinha está interessada no dinheiro dele.
Ou a família dela está interessado no dinheiro dele. Não passa pela cabeça dele a expressão "amor à primeira vista".

4 - O mocinho é mais velho. Sempre acha que consegue controlar os sentimentos. E sempre acha que tem razão sobre tudo.
Pelo menos 5 anos mais velho. Sempre onipotente, onipresente, onisciente. Em resumo: irritantes.

5 - O mocinho, geralmente, tem ascendência estrangeira.
Quando não nasceram na Itália, na Espanha, na Grécia, em Portugal, na Suíça, são filhos ou netos... Mas as raízes estão lá!

6 - A mocinha, invariavelmente, é pobre, de origem humilde e muito mais nova.
Filha de jardineiro, de empresário falido, órfã... geralmente conhece o mocinho na adolescência.

7 - Os dois se conhecem, se separam e se reencontram anos depois.
Geralmente, eles se conhecem quando ela é ainda adolescente (entre 15 e 18 anos), se separam por algum motivo (ela o vê com outra, ele o vê com outra, alguém arruma uma armadilha pra separá-los bla bla bla)

8 - O reencontro é sempre porque a mocinha atravessa alguma dificuldade e, com mais de 6 bilhões de pessoas no mundo, apenas uma pode ajudá-la: o eterno amor que deu errado no passado.
Família falida, irmão preso, mãe doente, descoberta da existência de um filho - são os motivos campeões para reuni-los...

9 - Eles retomam o relacionamento porque ele a chantageia para se vingar.
O mocinho todo-poderoso resolve que, para salvar a mocinha do apuro, ela deve ir pra cama dele.

10 - Aí temos duas opções:
1 - ele descobre que ela é virgem
2 - ele descobre que eles tiveram um filho anos atrás

De qualquer forma, ele reage mal, muito mal. No caso da virgindade, transforma a primeira vez dela em pesadelo. No caso do filho, só falta trancafiá-la numa cadeia... Mesmo a julgando a penúltima pessoa da face da terra, ainda a mantém por perto. Direito divino - ele ainda está convicto de que deve castigá-la.

11 - Filhos - sempre aparecem crianças na história.
A Lynne Graham leva a sério aquela história do "Crescei-vos e multiplicai-vos" - é um festival de gravidez na adolescência, após a primeira vez... Ninguém nunca ouviu falar em métodos de contracepção (pílula, camisinha). É o festival do "ai, meu Deus, nunca imaginei que isso poderia acontecer comigo!" E as histórias se passam em países desenvolvidos, onde geralmente as pessoas são bem informadas...

12 - As provas aparecem - ela é inocentada... E ele nem se arrepende do que fez.
Aí está uma das minhas grandes críticas ao estilo Lynne Graham - a mocinha é humilhada o tempo todo, vê o amor que sente ser usado contra ela. O homem não dá o braço a torcer e há histórias em que ele ainda considera um presente de Deus ele a querer!!! Um "desculpa", "me perdoa" e "eu te amo"?! Nem pensar!!!

13 - E o pior: ela perdoa!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

Comentário típico de uma escorpiana irada - nada contra perdoar, mas ele devia, pelo menos, se arrepender do que fez. Não manter a postura-capacho pela vida afora!!!

Por isso, olhem o resumo deste livro aqui:

Proposta Ultrajante - Lynne Graham - Momentos Íntimos 129
(Rafaello's Mistress - 2001 - Silhouette)
personagens: Glory Little e Rafaello Grazzini

ELE NÃO SABIA A VERDADEIRA HISTÓRIA!

As fantasias de Glory transformaram-se em realidade quando o irresistível Rafaello Grazzini decidiu embarcar num relacionamento apaixonante com ela. O charmoso Rafaello e suas relações sociais fizeram Glory se sentir como uma princesa. Mas o pai de Rafaello não aprovou a ligação e lançou mão de chantagem para dar fim ao conto de fadas. Muitos anos mais tarde, em circunstâncias desesperadoras, Glory pede auxílio a Rafaello. Tão arrogante quanto charmoso, Rafaello concorda em ajudá-lo com uma condição... que ela se torne sua amante...

*** Devo fazer a ressalva de que a Glory é uma heroína um pouco menos capacho que as tradicionais. E que o motivo que separa Glory e Rafaello foi bem estruturado...
Mas ainda assim, segue o padrão.

Viram?! Agora você já está habilitada a escrever o seu livro à Lynne Graham!!!

Beijos

Beta
Reações:

19 comentários :

  1. kelina saldanha11:26 PM

    Sei não, Beta, mas acho q sua revolta toda é pq vc é escorpiana rrsrs.Nunca fiquei assim irada com os mocinhos.Sempre os compreendi bem e vi eles se declarando as mocinhas, falando q erraram (o mesmo q dizer arrependido ) e tal...
    apenas em "laços de vingança" q me senti ultrjada.O grego da história foi o pior de todos e ela super boba.Tive realmente raiva dele.do resto não.Gostei rsrs.

    ResponderExcluir
  2. Rosiane9:28 AM

    Sabe, Beta, eu adoro o estilo de Lynne Graham.
    Realmente eu já leio sabendo que vou encontrar isso tudo aí que você citou, só que isso me faz amar mais essa autora.

    E tem mocinhos que se arrependem e pedem perdão. Me veio a mente 2 livros: Paixão Selvagem e Inocente Traidora ( não sei se você já leu ), onde o mocinho desiste da vingança no meio do livro, mesmo achando que ela é culpada e procura fazer o casamento dar certo.

    Enfim, adoro Lynne, mesmo sabendo o que vai acontecer. Como disse Lisbela, no filme Lisbela e o Prisioneiro:
    "...é sempre assim..."( já sabemos o que acontece)
    "...a graça é saber como acontece e quando acontece..."

    ResponderExcluir
  3. Eliane(Rogue)3:54 PM

    Oi Beta!
    Nunka li nenhum livro da Lynne Graham , incrivel ne?..rsrs
    Mas foi bom ler suas "observações" sobre as historias..rs
    Quando ler um te digo o q achei.

    beijos!

    ResponderExcluir
  4. Débora Mendes8:57 AM

    Grande Beta...
    Finalmente achei alguém que concorda comigo... Eu simplesmente NÃO SUPORTO Lynne Graham, EXATEMENTE por todos os motivos que vc citou... Mas sou obrigada a capitular o que a Kelina disse, afinal tbm sou escorpiana...risos...Enfim, livros da Lynne sempre passam batidos por mim, não suporto os mocinhos prepotentes e as mocinhas imbecis...risos..
    ADOREI sua resenha e ADORO seu blog, desculpe não comentar sempre!!!
    Beijinhos,
    Debbie.

    ResponderExcluir
  5. Dannyzinharjj10:17 AM

    Oi Beta.
    Eu concordo com todas as suas observações a respeito da Lynne, mas mesmo assim , não resisto e leio todas as suas histórias. Eu amo o estilo dela, que me faz rugir como uma leoa enfurecida, fico com ódio extremo dos tiranos...com pena e raiva mortal da sempre-pollyanna-mocinha e me desmancho no final quando o amor supera todos os obstaculos, e o perdão é exercido. Esse misto de sensações fortes dentro de mim, é como uma droga q ñ consigo ficar sem! Entende...sou taurina com ascendente em virgem, preciso de grandes emoções e tb dou muito valor a familia. E tb concordo com as colocações da colega Rosiane acima!
    Um beijão e adoro o seu blog...mas ñ conheço nenhuma escorpiana q seja um pouquinho tolerante, vcs são mulheres muito....como direi...combativas e impassivas!!rs bjus

    ResponderExcluir
  6. Anônimo10:54 AM

    Beta, tb fico irada quando leio um livro dela, justamente por causa da sua lista...e olha que nem sou escorpiana, sou canceriana rsrs.

    Li Noiva Misteriosa e deu vontade de matar os dois!!!!Que ódio!!!

    Beijos
    Carina

    ResponderExcluir
  7. Eu adoro histórias de reencontro, mas as da Lynne dão raiva! Meu santinho, é sempre a MESMA coisa! E sinceramente, mulher capacho é o fim! Ele tem que ajoelhar e pedir perdão e sofrer também!
    Quando vejo que ela é a autora de algum livro que eu comprei eu vou logo no sebo trocar, nem leio pra não ter raiva.

    ResponderExcluir
  8. Kelina Saldanha11:02 PM

    Menina, agora vou ser advogado do diabo rs: Quem disse q os mocinhos não sofrem? Vcs não sentem como eles são atormentados, q lhes dilaceram os cíumes, dúvidas,, pensando q foram traídos, trocados por dinheiro, joia ou qualquer outra coisa, q a mocinha é vagaba com todo mundo e com ele se faz de santa? Q ela entregou a virigndade dela a outro ao invés dele? Q ela teve um filho com "outro"? Teve o filho dele masn nem teve a consideração de contar? e etc. etc.

    Por isso, entendo e compreendo eles.Em seu lugar eu faria a mesma coisa rsrs.Quereria meu amor para mim mas, fingiria q é só negócio, caso, pagamento, nada sem importância rsrsrs.

    Por isso q adooooooooooooro a Lynne.Os mocinhos estão sempre errados, ficam loucos por causa disso e qd são perdoados é amor total.Só tenho raiva qd as idiotas das mocinhas são injustiçadas elas quase nunca se defendem, não abram a boca para contar tudo.Sempre preferem o orgulho, q Ele vire mãe dinah, q tenha um sonho revelador para tudo se resolver.Qd falam alguma coisa é uma coisinha e não por vontade própria! Por isso q sofrem o q sofrem!

    ResponderExcluir
  9. Concordo com tudo o que vocês postaram aqui, mas o que mais me dá raiva é o fato de as mocinhas perdoarem sem restrições...comigo ele teriam que rebolar muito pra conseguir que eu ficasse ao lado deles, que dirá perdoá-los. Aliás a Lynne poderia fazer uma história assim: após a acusação e o reconhecimento de que a mocinha é inocente, que ela abandonasse o par masculino, e que ele tivesse que se humilhar bastante, para ter o amor dela de volta...seria o máximo.

    ResponderExcluir
  10. Anônimo9:10 AM

    Cool blog, interesting information... Keep it UP » »

    ResponderExcluir
  11. Anônimo3:55 PM

    concordo com vc beta mas so ate um certo ponto, pois de todos os livros da lynne que eu li, acho que so dois e que me tiraram do serio, ' ardiloso sedutor ' em ele humilha a mocinha o romance inteiro e depois ñ se arrepende de nada, nossa fiquei com vontade de matar o cara... e claro q a imbecil aceitou.
    e o outro foi ' ardente desejo ''
    cujo o pedido de desculpas ñ me comvenceu, tb com tudo q a moca sofreu...
    mas fora isso eu amei os outros porque depois eu me desmancho toda com as declarações e promessas de amor eterno, é o caso de ' vitoria do amor ' ameiiii
    enfim eu amo a lynne, ñ consigo resistir, eu adoro emoções fortes, com os milionarios arrogantes e incrivelmente sexys........

    ResponderExcluir
  12. Anônimo12:04 PM

    so pra acrescentar, tem mocinha q ñ deixa barato. mas concretamente falando, me refiro a historia 'um casmento diferente' em q a mocinha sofre pra burro, mas claro q ele sofre tambem porque ela se recusa e ainda faz o cara pensar que ela ama outro. o q eu gostei foi o facto dela o ter abandonado 3 vezes e q pra conseguir o perdão dela ele teve q se humilhar bastante viu, nossa adorei.
    um dos poucos romances da lynne em q o cara sofre e é humilhado tambem, adorei ver ele ter q engolir o orgulho pra pedir perdão....
    por isso eu adoro a lynne com excepção de um ou de outro livro...
    mas enfim adoro ela, e ñ me canço dos milionarios arrogantes e super sexys... apesr deles serem umas bestas ( nem sempre... )

    ResponderExcluir
  13. Anônimo9:45 PM

    ACHO QUE O ESTILO DELA É MUITO BOM,NÃO CHEGA A SER EXCELENTE,MAS PARA UM TEMA DE ROMANCE MELO DRAMATICO É A PENA QUE FALTAVA, O LEITOR PRECISA DE ALTOS E BAIXOS PARA MANTER-SE ATIVO NA LEITURA, ISSO CREIO QUE ELA O FAZ MUITO BEM! MAS EXISTE ALGUMAS RESSALVAS EM SUAS PALAVRAS QUE POSSO ADILAS AS MINHAS PROPRIAS CONCLUSÕES, ATE QUE É MUITO BOA AS SUAS EUFORICAS CONSTATAÇÕES DO ARDILOSO TEMA DESTA AUTORA QUE NÃO TIVE O PREVILÉGIO DE AINDA LER!
    (ESCRITOR / EVERESTY@MSN.COM)

    ResponderExcluir
  14. Oi menina! Achei seu site por acaso ao procurar sobre Lynne Graham. No momento estou me dedicando a ler histórias dela, não me pergunte pq. rs Li seu artigo agora e achei muito engraçado, pq é realmente o que acontece apesar de algumas exceções outro dia eu li um em que o mocinho era falido, no começo ele era rico, mas depois faliu e depois enricou de novo. Bem Lynne! rs
    Bem, concordo com vc que eles deveriam pedir desculpas melhores. E as mocinhas sempre me envergonham quando simplesmente cedem aos bonitões. E dai que eles são tudo de bom e mais um pouco, como já conheci um homem que era realmente tudo isso que sempre tá nos livros da Lynne sei que a cara de paisagem funciona muito bem e que demonstrar que ele é igual a todos os outros é bem divertido e faz com que ele te respeite. Pq vamos combinar uma coisa que esses homens das historias não tem é respeito por suas supostas amadas! Eles jogam baixo pra consegui-las de volta e elas perdoam com a maior facilidade quando tudo fica bem.
    Mas apesar de todas essas coisas sou completamente viciada nas historias dessa autora. Pq afinal um livro agua com açucar é sempre bom, apesar de eu achar que esses tão mais pra pimenta. kkkk
    Eu adoro livros! Então se vc quiser conversar (tainamenezes@hotmail.com) é meu msn e meu orkut tbm.
    bejus!

    ResponderExcluir
  15. eu tinha dado um tempo de Lynne e busquei outras autoras, mas ela ainda é minha preferida. Alguns livros dela são diferentes, como "de amante a esposa" . No livro desejo arrebatador, Kathy perdoa sergio muit rápido. Dá uma raiva do caramba! Tem um outro - A amante do grego, Hope namorava Andreo há 2 anos, mas ele a tratava como amante, prefiriu ouvir as mentiras que a irmã contou> Dá muita pena dela. Mas até que ela se revolta um pouco.

    ResponderExcluir
  16. Putz adoro a Lynne Graham. Desde o primeiro livro dela que li na adolescência.
    Concordo com muitos de seus argumentos, realmente há uma "fórmula de bolo", mas não me pergunte porque tenho uma conexão de alma com suas histórias.
    Minha autora predileta. Ela e a Susan Napier (leio tudo que vejo das duas, que têm estilos diferentes aliás e nunca me arrependi).

    ResponderExcluir
  17. Excelente análise das obras da autora. Já li vários livros.

    Morri de rir dos seus comentários. Parabéns pelo blog!!

    ha rsrsrsrs

    ResponderExcluir
  18. Apesar de td q vc citou, Beta, eu ainda amoooo a Lynne.. kkkkkkkk.. Não consigo resistir.. eh exatamente o tipo de livro q gost, apesar de concordar q os mocinhos deveriam sofrer mais, sempre mais, ou pelo menos, ela deveria narrar o sofrimento e nos deixar subentender.. hahaha..

    Adoro seu blog..

    Beijinhos!

    amantedodeserto.blogspot.com

    ResponderExcluir
  19. Já li romance que não lembro a autoranem o titulo porque sempre que falava dela eu trocava o titulo para " A Mulher Capacho ",a mocinha passou o romance todo sendo tratado com indiferença apesar do mocinho não dispensar o rala e rola, no final quando ele explica o porque das atitudes dele ela ainda " tipo " pede desculpas ccomo se ela tivesse feito alguma coisa de errado.

    ResponderExcluir